Início » Física » Albert Einstein: vida e obra

Albert Einstein: vida e obra

Compartilhe!

Albert Einstein é o cientista mais conhecido do século 20, foi o físico responsável pela teoria da relatividade e ganhou o prêmio Nobel de Física em 1921. Einstein se tornou famoso mundialmente com suas descobertas, que provocaram uma verdadeira revolução do pensamento humano, com interpretações filosóficas das mais diversas tendências.

Conheça a seguir mais sobre a vida e a obra do Albert Einstein:

Vida de Albert Einstein

Albert Einstein nasceu na Alemanha, em uma cidade chamada de Ulm, em 14 de março de 1879. Os pais do cientista eram judeus. O caráter e a biblioteca de seu pai foram fatores determinantes na formação de Albert Einstein. Em seus primeiros anos de vida, Einstein enfrentou diversas dificuldades de expressão através da sua fala, além de que era lento para aprender, o que durante muito tempo fez com que seus pais se preocupasse.

Em seus primeiros anos escolares, Albert não tinha destaque nenhum com suas notas, muito menos com a frequência com a qual frequentava a escola.

Aos nove anos, Albert Einstein entrou em uma instituição nova de ensino onde passou a se interessar por geometria e álgebra, matérias onde conseguiu progredir de forma rápida. Quando chegou aos doze anos, Albert Einstein já era um verdadeiro gênio da matemática, lendo de forma ávida diversas obras.

Tudo isso se transformou em um verdadeiro problema para seus professores, que já não eram mais capazes de responder suas perguntas. Einstein tinha um caráter individualista e alheio à disciplina prussiana, o que faz com que ele seja expulso do ginásio. Aos 16 anos, ele deixa de ser judeu e se liberta de qualquer imposição ideológica.

Vida adulta e início da obra acadêmica

Nos anos de 1900, aos seus 21 anos Einstein se forma no Instituto Politécnico de Zurich, com as notas mais altas. Em 1905, publica sua primeira obra, com trabalhos sobre eletrodinâmica, as dimensões moleculares, equivalência entre a massa inerte e a energia, um fenômeno fotoelétrico que anunciava o movimento ser relativo aos corpos no espaço, visto que esse precisa de dimensões e limites sendo igualmente relativo.

Posteriormente, Einstein utiliza a teoria da relatividade do tempo.

Feito isso, o cientista começa a investigar todo processo massa-energia, reduzindo ambas a uma só, diante à sua conhecida fórmula E=mc², onde seus estudos e questionamentos supõem o princípio da teoria atômica e da energia nuclear.

Vida como professor

No ano de 1909, Einstein começa a trabalhar como professor na Universidade de Zurich, um trabalho que desenvolveu também em Praga e em Berlin. Em 1914, foi nomeado professor da Academia Prussiana de Ciências e diretor do Kaiser Wihelm Institut.

Logo também veio a separação da primeira esposa, Mileva Maric, casando-se em seguida com Elsa Einstein. Em 1915 Albert Einstein completa todo o desenvolvimento de sua teoria da relatividade. Em 1921, ele recebe o Prêmio Nobel de Física e em 1933 se vê obrigado a deixar a Alemanha e ir embora para os Estados Unidos por conta da perseguição do regime nazista, como um judeu e intelectual.

Viveu nos Estados Unidos em meio as suas leituras e estudos, ocupando todo seu tempo livre com seu violino e realizando colaborações com revistas científicas.


Compartilhe!

Comentar

Clique aqui para postar um comentário