Início » Português » Gramática » Ortografia » Aterrissar e Aterrizar: qual o certo?

Aterrissar e Aterrizar: qual o certo?

Compartilhe!

Dúvidas entre a escrita e a pronúncia corretas de aterrissar e aterrizar são muito comuns na língua portuguesa. Isso porque somos constantemente expostos às duas formas de escrita e fala, o que torna ainda mais confuso.

Em algumas palavras, a confusão reside apenas no campo gráfico, mas a pronúncia é idêntica para dois significados diferentes. Neste caso, ocorre o contrário: aterrissar e aterrizar possuem pronúncia e grafia distintas, mas representam uma mesma coisa.

Não é difícil imaginar, neste contexto, os motivos pelos quais tantas pessoas sentem-se inseguras na hora de utilizar aterrissar e aterrizar. A boa notícia, no entanto, é que as duas opções existem na língua portuguesa, sem motivos para preocupação. Entenda mais sobre a relação entre essas duas palavras, e como elas desenvolvem-se:

Aterrissar e aterrizar: qual o certo?

Na língua portuguesa, aterrissar e aterrizar são igualmente corretas. As duas grafias são existentes, corretas e possuem o mesmo significa de pouso, descida ao chão, sem distinção semântica. É por isso que os dois verbos são largamente utilizado sem suas duas formas.

O que ocorre para a existência dos dois na linguagem é que cada um possui uma origem distinta em sua formação – um por derivação, e outro por adoção de outras línguas. Não existe, no entanto, o verbo “aterrisar”, com um único “s”. É importante fazer esta distinção, uma vez que a utilização do som o “z”, neste caso, vem de um sufixo – necessariamente escrito com a letra “z”.

Por isso, falar que “o avião aterrizou sem problemas” ou “o avião aterrissou sem problemas” estão igualmente corretos e semanticamente idênticos. Falar, no entanto, que “o avião aterrisou” é incorreto e não existe na língua portuguesa.

Qual a origem do verbo “aterrissar”?

Como já mencionado, o que diferencia aterrissar e aterrizar é justamente a formação de cada palavra, estruturalmente falando. No caso da versão com “ss”, origem é do vocabulário francês, com a palavra aterrissage. Por isso, todas as palavras que derivam da palavra original – incluindo as flexões verbais e a palavra “aterrissagem” – precisam manter o “ss”.

Qual a origem do verbo “aterrizar”?

No caso de aterrizar, a origem é diferente, pois trata-se de uma palavra formada a partir de derivações. Isso significa que ela foi construída a partir de outra palavra já existente, e recebeu um prefixo e um sufixo.

A palavra originária foi “terra”, que recebeu o prefixo “a-” e o sufixo “-izar”, suprimindo sua vogal final. O prefixo adotado indica, neste caso, “aproximação”, enquanto o sufixo “-izar” possui a funcionalidade de transformação de um substantivo em um verbo. Isso significa que “aterrizar” significa “aproximar-se da terra”. É por este motivo que todas as palavras e flexões que surgem desta derivação precisam manter o “z”.

Mais sinônimos

Como se pode perceber, aterrissar e aterrizar significam a mesma coisa, dependendo exclusivamente da preferência de quem os escrever, desde que se respeite a origem da palavra no caso de variações.

Há, ainda, um outro sinônimo desta dupla entre os verbos: aterrar. Isso significa que pode-se falar que “o avião aterrou sem problemas” sem prejuízo semântico. No Brasil, o uso deste sinônimo é um pouco mais raro, mas ele é igualmente válido.


Compartilhe!

Comentar

Clique aqui para postar um comentário