Início » Geografia » Capitalismo: principais características

Capitalismo: principais características

Compartilhe!

O capitalismo é o sistema econômico no qual as entidades privadas são as detentoras dos fatores de produção. Considerando que estes fatores produtivos são o empreendedorismo, os bens de capital, os recursos naturais e o trabalho, entende-se que não é o estado o principal responsável pela promoção e organização destes segmentos.

Os proprietários particulares de cada um destes recursos os controlam através de suas empresas, exceto o trabalho, controlado por cada indivíduo. A única exceção capitalista na qual não é o indivíduo quem detém seu próprio trabalho é no caso de regimes de escravidão.

Principais características do capitalismo

A propriedade, em uma sociedade capitalista, representa dois aspectos centrais. O primeiro é a ideia de que o proprietário controla o fator de produção, e o segundo é que sua renda deriva dessa propriedade – sem necessariamente estar relacionada ao seu trabalho direto sobre ela.

Isso permite a operação eficiente das empresas, pois incentiva a maximização dos lucros. Nas corporações, os acionistas são os proprietários, e seu nível de controle está relacionado ao percentual de ações que possuem sobre aquela companhia. Estes detentores de ações escolhem diretores responsáveis pela gestão recorrente do empreendimento.

Para que o capitalismo se desenvolva, é necessária uma economia de livre mercado, distribuindo bens e serviços de acordo com as leis de oferta e demanda. Essa lei determina que quando maior a demanda por um produto, mais o seu preço sobe, estimulando a produção que, por sua vez, reduz o preço com a maior oferta do produto.

Os donos das empresas competem pelo maior lucro e pela maior quantidade de vendas, regulando os preços e a produção deste mercado. No mesmo sentido, é necessário que o mercado ofereça uma livre operação dos mercados de capital.

Isso inclui as ações, os derivativos, o câmbio e as commodities, permitindo um maior fluxo de investimentos e possíveis expansões. Na teoria, essa liberdade econômica regulada pelo mercado evitaria manipulações, monopólios e oligarquias.

A principal ação do Estado, para o capitalismo, é a manutenção da defesa nacional, de forma que o mercado nunca seja interferido por ameaças externas. É com tal finalidade que existe a cobrança de taxas e impostos, de forma a manter a estabilidade social interna e externa.

Pontos fortes do capitalismo

O capitalismo quase sempre resultará nos melhores produtos pelos melhores preços possíveis, pois os consumidores sempre buscarão aquilo que é mais atrativo para eles. Os negócios buscam corresponder esse desejo pelo preço mais alto possível, que tende a se tornar cada vez mais baixo à medida em que a concorrência acirra. Para isso, é necessário produzir de forma cada vez mais eficiente, elevando a competitividade a cada momento para maximizar o lucro.

Outro fator essencial do capitalismo é a inovação, pois ela quase sempre gera recompensas financeiras. Isso inclui a inovação em relação a métodos de produção e a novos itens e serviços propriamente ditos, permitindo que a sociedade tenha acesso a produtos cada vez mais evoluídos.

Pontos fracos do capitalismo

O principal ponto fraco do capitalismo é a falta de proteção para aqueles que não são competitivos, incluindo os idosos, os doentes e as crianças. Em um modelo puro de capitalismo, essas pessoas dependem exclusivamente da capacidade (e da existência) de pessoas próximas dispostas a alocarem seus próprios recursos para sua proteção.

Além disso, sabe-se que o livre mercado não tende ao equilíbrio e à regulamentação. Em muitos casos, ele acaba favorecendo aqueles com mais recursos para se tornarem cada vez mais monopolizadores de segmentos do mercado.

Outro risco é o custo da eficiência. Para atingir a eficiência máxima, é necessário ignorar alguns fatores como a poluição, os efeitos ambientais e a qualidade de vida dos trabalhadores que produzem, o que acaba por gerar sociedades cada vez mais desiguais e instáveis.


Compartilhe!

Comentar

Clique aqui para postar um comentário