Início » Português » Literatura » Cecília Meireles: Biografia e Obra

Cecília Meireles: Biografia e Obra

Compartilhe!

Cecília Meireles pode ser considerada a primeira grande e renomada escritora da literatura brasileira. Uma das vozes da poesia moderna brasileira, destacava-se pelas reflexões filosóficas em seus poemas sobre a existência e as incertezas da vida. Além disso, também se dedicou a prosa, escrevendo crônicas para diversos jornais e revistas do país.

Vida

Cecília Benevides de Carvalho Meireles nasceu em 07 de novembro de 1901, no Rio de Janeiro. Órfã de pai e de mãe, foi criada pela a avó materna. Formou-se no colégio em 1917, iniciando a carreira docente no ano seguinte em escolas oficiais do Rio de Janeiro.

Nessa mesma época, sua carreira literária inicia, publicando seu primeiro livro em 1919, intitulado Espectros. Dedicando-se intensamente ao estudo da literatura, folclore e educação brasileira, Cecília começa a escrever textos para jornais e publicar artigos discutindo os problemas da educação no país.

Em 1934, fundou a primeira biblioteca infantil carioca e, na década de seguinte, passa a dar aulas de literatura brasileira na Universidade do Texas e, posteriormente, em Portugal. Cecília destacava, assim, como um dos grandes nomes da literatura e educação brasileira, viajando para diversos países para palestrar e debater sobre educação e folclore.

Em 09 de novembro de 1964, aos 63 anos de idade, Cecília Meireles falece vítima de um câncer na cidade do Rio de Janeiro.

Estilo

No início de sua carreira, suas obras aproximavam-se da corrente literária do simbolismo, principalmente pela presença da espiritualidade e religiosidade em seus poemas. Em livros como Espectros, de 1919, e Nunca Mais… E Poema Dos Poemas, de 1923, Cecília dá preferência a temas como a solidão, a música, o tempo e elementos da natureza, considerados simbolistas.

No entanto, Cecília Meireles nunca se filiou a nenhuma escola da literatura brasileira. Sua poesia sempre foi marcada por temas intimistas e que incentivavam a reflexão sobre a existência e sobre o espírito humano. Romanceiro da Inconfidência, de 1953, pode ser considerado uma exceção, por apresentar poesias históricas e com reflexões políticas e sociais.

Como cronista, Cecília manteve sua preferência por temas reflexivos, sempre com uma linguagem leve e próxima do público. Ao lado de grandes autores como Rubem Braga, tornou-se uma referência no mundo das crônicas do século XX.

Principais Obras

O primeiro livro de Cecília Meireles, Espectros, publicado em 1919, reúne 17 sonetos envolvendo temas históricos e religiosos. Influenciada pela corrente do simbolismo, seus poemas retratam personagens históricos, misturando mitologia e espiritualidade.

Outra grande obra de Cecília Meireles é Romanceiro da Inconfidência, publicada em 1953, reunindo poemas que retratam a história de Minas Gerais na época da colonização. São poemas que retomam episódios do início do século XVII até a Inconfidência Mineira, refletindo sobre a escravidão, a exploração do ouro, os heróis da revolta mineira e outros temas.

Entre suas obras, também se destaca o livro Ou Isto Ou Aquilo, publicado em 1964. De forma geral Cecília Meireles busca refletir nesse livro sobre a vida e as escolhas que os indivíduos se veem obrigados a fazer. Para demonstrar a dúvida e incerteza que marcam a vida das pessoas, as poesias usam técnicas como aliteração e alternâncias vocálicas.


Compartilhe!

Comentar

Clique aqui para postar um comentário