Início » Vida de estudante » Como aprender de maneira eficiente: dicas de técnicas de estudo

Como aprender de maneira eficiente: dicas de técnicas de estudo

Compartilhe!

É muito comum vermos nas escolas alunos que não conseguem se adaptar à rotina escolar, deixando de entregar atividades e de se organizar adequadamente para as avaliações. Deixar acumular todo o conteúdo do trimestre para estudar no dia que antecede a prova é uma prática rotineira entre alguns estudantes.

Como consequência disso, as reprovações são inevitáveis. Nesse artigo, elencamos dicas de técnicas de estudo que poderão ajudá-lo a se organizar – e estudar – de maneira mais efetiva.

1 – Grifar e resumir

Grifar textos não é uma boa técnica de estudos isoladamente, porque não demanda nenhum esforço cerebral. Mas, se aliada à produção de resumos, pode ser uma técnica eficaz, especialmente quando se trata de avaliações discursivas.

O conteúdo aprendido pode ser sistematizado de maneira mais sucinta, utilizando as palavras do próprio estudante, que terá de se esforçar para entender o conteúdo e explicá-lo a seu modo.

2 – Produzir mnemônicos

Mnemônicos consistem numa espécie de código produzido pelo estudante para decorar frases ou tópicos fundamentais. Essa técnica é interessante apenas para conteúdos limitados, como fórmulas ou frases relevantes, sendo inadequada como método de estudo de materiais volumosos.

3 – Produzir mapas conceituais

A produção de gráficos ou mapas conceituais pode ser uma alternativa eficaz para aqueles que têm mais facilidade em memorizar com base em estímulos visuais. Além disso, sendo o próprio estudante o criador dos mapas, as associações serão mais facilmente apreendidas. Os mapas podem ser resultado final da produção de resumos.

4 – Fazer testes práticos

Essa prática é interessante porque, com a elaboração de exercícios, o estudante descobrirá quais são os pontos a melhorar em seus estudos, reservando mais tempo para as matérias e assuntos nos quais encontra maiores dificuldades.

Para os concurseiros, essa técnica também é muito eficaz, ainda mais quando direcionada para questões específicas produzidas por cada banca organizadora de concursos: o candidato perceberá qual o estilo das questões elaboradas e quais são os temas mais recorrentes, podendo direcionar seus esforços para essas questões. A simulação de um teste é uma maneira eficiente de treinar para uma avaliação real.

como-aprender-mais-rápido-e-mais-eficiente

5 – Produzir interrogação elaborativa

Trata-se não de resumir ou de produzir mnemônicos, mas de interrogar as razões de uma dada afirmação. Por exemplo, ao invés de memorizar as causas da saída da Família Real Portuguesa do Brasil, eu posso questionar o que estava acontecendo na Europa e no Brasil naquele momento e que motivaram esse fato.

Essa técnica é mais estimulante, do ponto de vista cognitivo, porque o estudante precisa mobilizar outros conhecimentos além daqueles diretamente envolvidos em seus estudos.

6 – Auto-explicação

Esse método consiste em explicar para si mesmo o conteúdo aprendido. Com disciplinas que trabalham tópicos mais abstratos, como a Filosofia, por exemplo, essa pode ser uma prática eficaz.

Em sala de aula, os alunos podem fazer o papel de professores explicando o que entenderam para a turma, o que os auxilia a evoluir em sua aprendizagem.

7 – Estudo intercalado

Se você é concurseiro ou vestibulando e tem uma grande quantidade de matérias a estudar, é interessante elaborar um calendário de estudos no qual as disciplinas se intercalem.

Estudar disciplinas intercaladas aumenta seu nível de concentração, uma vez que você ficará menos entediado e seu cérebro funcionará com maior eficácia.

8 – Estudo distribuído

Ao invés de deixar uma grande quantidade de disciplinas para estudar na última hora, o que resultará em superficialidade e baixa memorização, é mais efetivo organizar seus estudos com antecedência, reservando dias e horários específicos para cada matéria.

Organizando seus estudos dessa maneira, a atividade será mais tranquila e você não se sentirá pressionado pelo volume de assuntos a estudar.

Dicas adicionais

  • Prepare um local específico para seus estudos: organize seu ambiente com uma mesa e cadeira confortáveis, em um cômodo silencioso e bem iluminado na sua casa para estudar. Você não conseguirá estudar de maneira produtiva em sua cama ou em um ambiente cheio de distrações e desconfortável. Você precisa ter boa postura para evitar dores e cansaço extremo. Faça pausas curtas para descansar seu cérebro, mas não perca o foco.
  • Esteja bem alimentado, descansado e com boa vontade para estudar: se você for cumprir suas atividades com o pensamento de que elas serão chatas e difíceis, já estará colocando uma barreira entre você e sua evolução nos estudos. Não se sabote.
  • Estabeleça uma rotina: para que estudar seja um hábito natural, é necessário que você estabeleça e cumpra uma rotina diária de estudos. Lembre que quanto melhor distribuir os conteúdos a serem estudados, melhor será a qualidade de seus estudos e mais fácil será cumprir seus objetivos.

Compartilhe!

Comentar

Clique aqui para postar um comentário