Início » Português » Gramática » Ortografia » Como e quando usar expressões latinas em citações?

Como e quando usar expressões latinas em citações?

Compartilhe!

Existem diversas expressões latinas que podem ser utilizadas em pesquisas acadêmicas e em textos em geral. Para utilizar corretamente, é necessário conhecer as regras da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) e ficar atento a função de cada uma dessas expressões.

Para quê serve?

As expressões latinas devem ser utilizadas para evitar repetições da mesma fonte em um texto. São indicadas para evitar que o mesmo autor ou a mesma obra sejam citados muitas vezes em uma mesma página, facilitando a leitura.

Para padronizar o uso das expressões latinas, a ABNT indica que a primeira citação de qualquer obra ou autor em um trabalho deve ser feita com a sua referência completa. Ou seja, na primeira vez que uma obra vai ser citada em uma pesquisa, ela deve ser citada de forma completa, sem usar expressões latinas.

Após, quando for necessário citar novamente a mesma obra ou autor na mesma página, o escritor poderá utilizar uma expressão em latim para evitar a repetição da referência.

Além disso, é importante saber que as expressões latinas devem ser utilizadas apenas em notas de rodapé, com exceção da expressão apud que pode ser utilizada também no próprio texto.

Apud

Apud é uma expressão utilizada quando o escritor não tem acesso à obra original, mas apenas a outras obras que citam essa obra original. Isso ocorre, por exemplo, quando um autor é citado em um livro, porém não conseguimos encontrar o livro desse autor para fazer a citação. Apud significa conforme, segundo, citado.

No texto: “Leedy (1988 apud RICHARDSON, 1991, p. 417) compartilha deste ponto de vista ao afirmar “os estudantes estão enganados quando acreditam que eles estão fazendo pesquisa”.

Na nota de rodapé: ¹ LEEDY, 1988, apud RICHARDSON, 1991, p. 417

Idem ou Id

Idem ou id deve ser utilizada quando precisamos citar diferentes obras do mesmo autor numa mesma página. É uma forma de substituir o nome do autor, indicando que a citações refere-se a um mesmo autor que já foi citado em algum trecho próximo. Confira um exemplo:

¹ ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS, 1989, p.9. 9

² Id, 2000, p. 19.

Ibidem ou Ibid

Diferentemente do caso anterior, ibidem ou ibid são usadas quando a mesma obra é repetida diversas vezes, alterando apenas a página da obra citada. Vejamos um exemplo:

¹ DURKHEIM, 1921, p. 176.

² Ibid, p. 190.

Et al.

É utilizada com o significado de “outros”, sendo indicara para citar uma obra que possui diversos autores e não é necessário citar todos os nomes. Confira um exemplo:

¹ BELKIN et al., 1982, p. 76

Confira ou Cf.

Entre as expressões latinas, talvez essa seja uma das mais utilizadas. É usada para fazer uma recomendação de outras obras que exploram mais o assunto tratado no texto. Vejamos um exemplo:

¹ Cf. CALDIERA, 1992

Loco citato ou loc.Cit.

Já essa expressão é utilizada para indicar que a informação encontra-se na mesma página da obra citada anteriormente, evitando a repetição das páginas. Por exemplo,

¹ TOMASELLI: PORTER, 9912, p. 33-46

² TOMASELLI: PORTER, loc. Cit

Opus citatum ou op.Cit.

Quando a mesma obra for citada na mesma página, porém, intercalada com a citação de outra obra, deve-se utilizar opus citatum ou op.Cit. Ou seja, é utilizada para intercalar notas de rodapé de uma mesma obra com outra citação de uma obra diferente. Por exemplo,

¹ ADORNO, 1996, p. 38

² GARLAND, 1990, p. 42-43

³ ADORNO, op. cit., p. 40.

Passim

Passim é uma expressão indicada para casos em que a informação citada foi retirada de diversas páginas de uma mesma obra, ou seja, pode ser encontrada em diversos locais do livro. Veja:

¹ RIBEIRO, 1997, passim

Sequentia ou et seq.

Essa expressão é usada para indicar que a informação encontra-se em determinada página da obra e também nas seguintes, evitando a citação de todas as páginas em que a informação está. Por exemplo,

¹ FOUCALT, 1994, p. 17 et seq.


Compartilhe!

Comentar

Clique aqui para postar um comentário