Início » Concurso » Como se preparar para um concurso?

Como se preparar para um concurso?

Compartilhe!

Se preparar para um concurso público exige paciência e determinação, mas não precisa ser um processo tão difícil como todos imaginam ser. A fase da preparação para o concurso é muito importante, onde se organizar é essencial para chegar onde você deseja.

concursos-publicos

O primeiro passo para quem está começando a prestar concurso é conhecer as vagas disponíveis e ver a qual delas a pessoa realmente se encaixa. A preparação para o concurso está relacionada também ao fato de que o candidato deve escolher uma vaga pelos motivos certos, estando bem informado em relação as atribuições do cargo que pretende.

Sendo assim, ao iniciar sua preparação, escolha uma área e o tipo de concurso que pretende prestar e a partir desse momento você poderá se organizar melhor, criando sua rotina de estudos.

Escolhendo um concurso público

Muitas pessoas costumam sonhar com cargos públicos pelo fato de que eles oferecem estabilidade e um bom salário, porém, nem todo concurso público pode ter o perfil do candidato, e estar atento a esse fato é bastante importante, uma vez que escolher o concurso certo pode ser algo que irá determinar o seu sucesso.

policia-federal-concurso

Essa dica é valiosa uma vez que passar em um concurso público significa que você provavelmente trabalhará no cargo escolhido por um grande período de sua vida, então, estar certo do que quer é o que vai motivar seus estudos e colocá-lo no lugar certo.

Escolheu a sua vaga dos sonhos, mas ela é muito concorrida? Fique calmo, lembre-se que normalmente a relação candidato/vaga dos concursos é alta, mas muitos candidatos inscritos só está lá tentando a sorte, enquanto a quantidade de candidatos que realmente estão preparados para concorrer com você costuma ser bem menor.

A Banca Examinadora

Uma das dicas mais valiosas e que costuma ser ignorada na hora de se preparar para um concurso é conhecer a banca examinadora. Mas por que isso é importante? Porque conhecer a banca examinadora e o estilo de prova irá fazer com que você se saia melhor na hora da prova.

Dizemos isso pois as provas de concursos públicos são feitas por essa banca de professores que são selecionados pelos institutos, e o estilo de prova normalmente é o mesmo, o que poderá direcionar melhor o seu estudo.

Sendo assim, conhecer a matéria que costuma cair, como ela é cobrada, e o tipo de questão daquele concurso dará ao candidato a oportunidade de se preparar melhor e sair na frente de candidatos que pouco sabem sobre a banca ou sobre a prova como um todo, mas que apenas estudaram o conteúdo proposto. Essa é uma vantagem que você deve usar a seu favor, garantindo mais alguns pontos.

Para quem está começando a prestar concursos, não é necessário que a pessoa tenha uma real experiência com provas anteriores, porém, conhecer a banca e refazer as provas antigas irá ajudar muito a conquistar uma boa pontuação na prova.

As principais bancas examinadoras que elaboram os concursos no Brasil são a Esaf, FCC, Cespe, FVG, Cesgranrio e Vunesp. Abaixo você confere um pouco do perfil de cada uma das bancas para melhor se localizar em relação ao concurso que você escolheu.

  • ESAF: É uma das bancas que organiza concursos de nível nacional, com provas de grande dificuldade e bastante complexas. Os concursos realizados por ela normalmente estão ligados a Fazendo e ao Tesouro, sendo bastante concorridos.
  • Fundação Carlos Chagas (FCC): Elabora diversos concursos públicos e suas provas costumam possuir uma linguagem bastante objetiva, porém, escrever bem é essencial para conseguir cada ponto. Nesse sentido, a prova de Português é uma das mais temidas por ser bastante complexa em relação ao conteúdo. Pegadinhas também estão presentes nessa prova, onde é bom estar atento ao texto das questões de múltipla escolha, que as vezes pedem a resposta correta, e outras, a incorreta.
  • Cespe: É uma das bancas mais temidas, e ela é bastante conhecida uma vez que elabora concursos muito importantes e concorridos. As questões das provas do Cespe normalmente são complexas, juntando várias disciplinas e conteúdos em uma só questão, o que faz dessa prova ser caracterizada como longa e cansativa. O candidato deve estar realmente preparado para conseguir explicitar todo o seu aprendizado em questões multidisciplinares, relacionando conteúdo.

Chutar nas provas do Cespe está praticamente fora de cogitação. Com questões onde se deve marcar as proposição como certa ou errada, a chance de acertar no chute é de apenas 50%, sem falar que cada questão errada anula uma questão certa. A grande dica para as provas do Cespe é o foco e a atenção, prestando sempre muita atenção aos enunciados. Estar informado sobre atualidades também é interessante.

  • Fundação Getúlio Vargas: Com concursos importantes como a prova da OAB, a FGV é uma das bancas mais importantes, e tem em suas provas grande rigidez em relação a interpretação de texto e a gramática. O edital dessa banca é o caminho das pedras para quem irá prestar um concurso feito por ela. Ao se preparar para o concurso, estude os detalhes do edital que costumam ser cobrados e dê muita atenção à bibliografia sugerida.
  • Cesgranrio: É outra banca muito importante, responsável por realizar concursos bastante concorridos, como os da Petrobras. Apesar das provas da banca não serem muito complexas, elas são, por outro lado, bastante metódicas, separadas por matérias e de nível médio de dificuldade. Isso pode mudar principalmente em relação a prova de língua estrangeira, que costuma ser bastante difícil. Fique de olho nas provas antigas, uma vez que a banca costuma se inspirar nelas para compor novas questões.
  • Vunesp: Costuma realizar concursos para o estado de São Paulo, porém, tem realizado também cursos de nível nacional. A banca costuma fazer suas provas em um nível médio, normalmente sem muita complexidade, porém, a tendência é que ela comece a ficar cada vez mais difícil.

Sendo assim, o estilo da banca é bem diverso, então é interessante que o candidato refaça provas antigas.

A rotina de estudos

Agora que você conhece a banca, organizar seus estudos pode ficar muito mais fácil. Nesse sentido, você deve estar consciente com o fato de que se preparar para conseguir bons resultados começa bem antes da prova e que não é apenas do estudo que um candidato depende.

Dentro da rotina de estudos, o candidato deve levar em consideração a sua alimentação, preparo físico e horas de sono, que contarão muito para a eficácia das suas horas de estudo e para o seu sucesso na prova. Estar saudável é essencial, uma vez que unir mente e corpo ajudará você a fazer uma prova melhor.

cronograma-estudo

Outra questão importante para melhorar a rotina de estudos é a organização. Estipular horas de estudo e definir um roteiro diário dividido por matérias fará com que você tenha uma melhor fixação do conteúdo.

Começando a estudar pelas matérias básicas

Você já leu o edital, conhece a banca e tem em mãos o conteúdo que cairá na prova. Na hora de se organizar para estudar, por onde começar?

As matérias como matemática, português, informática, legislação, atualidades e raciocínio lógico, costumam ser as matérias básicas que constam em todo concurso e, normalmente, elas são boa parte da prova e do processo seletivo. Ainda que em alguns casos elas possam ter um peso menor na nota final do que as matérias específicas, elas podem ser decisivas na hora de garantir uma boa nota.

Isso é comum uma vez que a maioria dos concorrentes provavelmente estará bem preparado quanto a essas matérias básicas, portanto, começar a se preparar por essas matérias deve ser prioridade, onde você deve estar focado em conseguir o máximo de pontos possíveis nessa fase.

Com as matérias básicas garantidas, é hora de passar para as específicas, que são aquelas que farão com que você realmente chegue lá. Porém, uma falha nas matérias básicas pode tirar sua chance de passar ainda que você tenha um ótimo desempenho nas matérias específicas.

As matérias básicas podem ser diferentes dependendo do concurso que você pretende prestar, então, preste sempre muita atenção ao edital, e tenha sempre em mente que é ele que irá direcionar seus estudos.

Falando em direcionar os estudos, é importante que você conheça seus horários, e quando você funciona melhor, podendo ser mais produtivo nos estudos. A partir dessas informações, intercale as matérias que você acha mais fáceis com as mais difíceis, deixando as mais complicadas sempre para os momentos em que você se sente melhor, para melhorar a assimilação.

Dicas gerais

A bibliografia que consta no edital também deve ser considerada, uma vez que muitas bancas tiram questões desse material, portanto, investir nesses livros ou apostilas pode dar a você uma vantagem ainda maior em relação aos concorrentes, que normalmente não utilizam exatamente o material proposto pela banca.

Escrever tudo o que você aprende em forma de resumos pode ajudar bastante na hora de rever a matéria, além de ajudar a fixar o conteúdo. Não se esqueça de estudar de maneira que em uma ou duas semanas você volte a ver cada uma das matérias.

Sendo assim, se preparar para um concurso requer muito esforço e dedicação, porém, com algumas dicas e disciplina, o processo de estudo pode se tornar até mesmo prazeroso para quem realmente está estudando para um cargo que almeja. O sucesso é o próximo passo.


Compartilhe!

Comentar

Clique aqui para postar um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *