Início » Biologia » Conheça os músculos da coxa

Conheça os músculos da coxa

Compartilhe!

Os músculos da coxa são essenciais no processo de locomoção humana. Eles são responsáveis por parte do movimento que as pernas realizam para caminhar, além de auxiliar na estabilização e equilíbrio do corpo.

Os músculos da coxa, para além dos fins estéticos, precisam ser fortalecidos ao longo da vida para a otimização de seu funcionamento. Por serem grandes, podem exigir muito esforço de corpos enfraquecidos, e mantê-los em boa forma auxilia na redução dos efeitos colaterais do envelhecimento e da perda de musculatura.

A compreensão de seu funcionamento e posicionamento auxilia a compreender a própria locomoção do corpo humano. Isso pode refletir em redução de lesões e movimentos que favoreçam a anatomia. Saiba quais são os músculos da coxa e suas características:

O quadríceps e suas partes

Tratando-se da musculatura anterior (popularmente tratada como a parte “frontal” da coxa), quase toda a região é composta de um músculo chamado quadríceps. O quadríceps recebe este nome pelo fato de possuir quatro ventres musculares.

Ventres são as massas musculares carnosas, com capacidade de contração propriamente dita. Separando-se estas quatro áreas, há o vasto medial, o vasto lateral, o crural e o reto anterior.

O vasto medial é o que se pode entender como um “extensor da perna”. Localiza-se na parte mais interna da coxa em relação à outra perna, podendo ser sentido a partir da região sobre o joelho, no lado interno da perna. É um dos principais responsáveis pela potência do movimento de “esticar” a perna quando estamos sentados.

O vasto lateral, por sua vez, localiza-se interligado entre a rótula e o tendão de outra parte de quadríceps. Também é considerado um músculo de extensão da perna, agindo especialmente com a função de articular o joelho.

O músculo crural, assim como o vasto lateral, percorre uma área que aglomera-se entre a rótula e o tendão do reto anterior. Assim como as outras regiões do quadríceps, atua como um músculo extensor da perna.

O reto anterior, por fim, possui duas áreas mais ou menos distintas. Uma chamada delonga, e outra curta. A primeira age desde a protuberância do íleo, enquanto a segundo atua à borda da articulação coxofemural. Ele também atua como extensor, e articula o joelho de forma mais específica.

Porção posterior da coxa

Os músculos da coxa em sua porção posterior são mais segmentados do que na porção anterior. Há, na prática, três músculos: o bíceps crural, o semigendinoso e o semimembranoso.

O bíceps crural, como sugerido pelo nome, é formado por dois trechos – um curto, e outro longo. O trecho curto inicia-se na parte superior do fêmur, seguindo até o início da fíbula. Sua principal funcionalidade é flexionar o joelho e possibilitar que a terna gire no sentido externo. Enquanto isso, a porção mais longa do bíceps crural inicia-se no ísquio, atingindo a parte superior da tíbia. Sua função é a movimentação do fêmur e rotação no sentido oposto de seu trecho curto. Além disso, auxilia na flexão completa da perna.

O músculo semigendinoso, por sua vez, tem início na protuberância interna do ísquio – próximo à porção longa do bíceps crural. Ele atua a favor da movimentação do fêmur para trás, no movimento contrário à extensão. Além disso, atua na rotação interna tanto nos quadris, quanto no joelho.

O semimembranoso é outro dos músculos da face que origina-se no ísquio e, através da porção interna do fêmur, estende-se até a porção superior da tíbia, onde liga-se à articulação do joelho em sua cápsula. Também participa da flexão do fêmur e da articulação do quadril. Além disso, impulsiona a tíbia a articula-se com o joelho, em movimento giratório.


Compartilhe!

Comentar

Clique aqui para postar um comentário