Início » História » Ditadura Militar no Brasil

Ditadura Militar no Brasil

Compartilhe!

O século XX foi marcado por muita instabilidade política no Brasil e no mundo. A Itália com seu caráter fascista com Mussolini e a Alemanha com os ideais Nazistas sendo disseminados por Hitler influenciaram muitos países, que acabaram implantando, de fato, regimes parecidos. O Brasil foi um dos países e durante 20 anos a população ficou à mercê da Ditadura Militar no Brasil.

Conheça um pouco mais sobre a Ditadura Militar no Brasil, quais os presidentes dessa época e os principais marcos do regime militar.

Ditadura Militar no Brasil

A Ditadura Militar no Brasil ocorreu entre os anos de 1964 a 1985 e foi um período de grande preocupação política.

O termo é designado quando o sistema passa a ser controlado por agentes militares que adquirem autoridade total sobre todos os indivíduos.

No ano de 1964 isso ocorreu através de um Golpe de Estado (O Golpe Militar de 64) realizado pelos militares, ou seja, o governo (antes legítimo) foi derrubado pelas forças de segurança.

O governo deposto foi o de João Goulart, sucessor de Jânio Quadros após a renúncia, e o período ficou conhecido como “Quinta República Brasileira”. Governo marcado pela censura, perseguição política e sucessivos atos de violência.

A queda da democracia se deu quando os responsáveis pela Ditadura Militar no Brasil dissolveram o Congresso Nacional e, além disso, legitimaram apenas dois partidos políticos: o MDB (Movimento Democrático Brasileiro) e o ARENA (Aliança Renovadora Nacional).

A política econômica dos militares consistia em contenção dos salários, limitação dos direitos trabalhistas, restrição de crédito e corte das despesas do governo.

As torturas com aqueles que eram contra o regime militar foi a coisa mais marcante de todo o período. Pessoas nascidas após a ditadura, muitas vezes, não têm ideia do que se passava na época.

Agressões físicas, violência psicológica, choques elétricos, uso de produtos químicos para causar queimaduras, palmatórias, tortura em pau de arara, afogamentos, etc. eram algumas das técnicas de torturas mais utilizadas pelos militares.

Foram mais de 20 anos de repressão ao povo brasileiro que ia contra o regime militar, mais de 20 anos de muito sangue derramado por um governo ilegítimo.

A música, poesia e teatro faziam o possível para mascarar acusações a Ditadura Militar no Brasil em sua obra, mas, mesmo assim, muitos foram exilados.

Presidentes durante a Ditadura Militar no Brasil

Não houve apenas um presidente que implantou o regime militar, mas muitos outros que seguiram os passos dos antecessores e apostaram na Ditadura Militar no Brasil.

Conheça todos os presidentes que o nosso país já teve durante a época da ditadura e quais são os maiores marcos do governo de cada um deles:

  • Castelo Branco (1964 a 1967): Castelo Branco era general militar e foi o primeiro a assumir no período ditatorial. Época marcada pelo bipartidarismo, onde só o MDB e o ARENA eram os partidos autorizados. O governo retirou muitos direitos da população, como o direito de greve e instituiu a pena de morte em caso de crime contra o país.
  • Costa e Silva (1967 a 1969): o marco do governo Costa e Silva foi oAto Institucional nº 5 (AI-5), que dava ao Presidente da República poderes acima da Constituição. O ato continha muitas cláusulas de censura, como a proibição de manifestações contra o governo, censura na liberdade de expressão, etc.
  • Junta Governativa Provisória (1969): Durando apenas dois meses do ano de 69, a Junta Governativa consistiu em um governo provisório comandado por Aurélio de Lira Tavares, Augusto Rademaker e Márcio de Souza e Melo. Mas nesses dois meses foi decretado o assombroso Ato Institucional nº 14 (AI-14), que dava legalidade à pena de morte e a prisão perpétua para todos aqueles que se demonstrassem contra o regime militar.
  • Emílio Garrastazu Médici (1969 a 1974): general do exército e terceiro a assumir o governo sozinho durante a ditadura militar. Conhecido como o período mais violento e desumano da Ditadura Militar no Brasil o governo Médici foi responsável por muitas prisões e casos de tortura. Criou-se o Destacamento de Operações e Informações e o Centro de Operações de Defesa Interna (DOI-Codi), órgãos responsáveis pelo controle, apreensão, investigação, interrogatório e repressão daqueles que não concordavam com os condutores do país.
  • Ernesto Geisel (1974 a 1979): também general do Exército e quarto presidente. Esse governo é marcado até hoje pelo caso de Vladimir Herzog, no ano de 1975. Jornalista, Herzog fazia parte do Partido Comunista Brasileiro e teve um fim trágico (assim como muitos outros): foi torturado e morto pelo DOI-Codi. Ao decorrer do seu mandato fatos importantes para o fim do regime ditatorial ocorreram: o fim do AI-5 e a possibilidade da existência de oposição política.
  • João Figueiredo (1979 a 1985): último presidente da Ditadura Militar no Brasil. Durante o governo de João Figueiredo a Lei da Anistia foi aprovada, lei esta que permitiu a volta dos exilados políticos ao país. E também ocorreu a liberdade política em relação ao número de partidos, tornando o Brasil legalmente pluripartidarista.

Fim da Ditadura Militar no Brasil

O reinado da Ditadura Militar no Brasil foi impactado pelo movimento das Diretas Já que surgiu em 1983, com participação de muitos líderes políticos a manifestação levou milhares de pessoas às ruas.

A censura, tortura, má administração e uma inflação incontrolável desestabilizaram o regime militar.

Em 1984 ocorreu a votação da Emenda Dante de Oliveira, que tinha como pauta as eleições diretas para presidente. Mas a votação não conseguiu os 2/3 necessários para a aprovação.

Porém as forças de oposição ao regime militar participaram das eleições indiretas. Tancredo Neves foi lançado pelo PMDB, que foi eleito pelo Colégio Eleitoral. Esse foi o marco do fim da Ditadura Militar no Brasil.

Só em novembro de 1989 que, de fato, um presidente (Fernando Collor) foi eleito por eleições diretas após o fim da ditadura.

A Ditadura Militar no Brasil foi um período extremamente conturbado e que tem muita importância na história de nosso país. Para saber mais acesse Vou Passar.Club

 

 


Compartilhe!

Comentar

Clique aqui para postar um comentário