Início » Física » Ensaio de tração: o que é? Como é feito?

Ensaio de tração: o que é? Como é feito?

Compartilhe!

Um dos testes mecânicos mais fundamentais e práticos que podem ser realizados em um material é o teste de tração, também chamado de ensaio de tração.

Para sua realização, uma amostra de teste é carregada em tensão quando experimenta forças opostas agindo em faces opostas, ambas localizadas no mesmo eixo que tentam separar a amostra.

Estes testes são simples de configurar e completar e revelam muitas características do material que é testado. Testes de tração são considerados essencialmente o oposto de um teste de compressão, o que o torna essencial para a aplicação de diversas finalidades comerciais e de pesquisa.

Saiba mais sobre o ensaio de tração, quais são suas principais aplicações e utilidades:

Finalidade do ensaio de tração

Geralmente, um teste de tração é projetado para ser executado até que a amostra falhe ou quebre sob a carga.

Os valores que podem ser medidos a partir deste tipo de teste podem variar entre resistência à tração, resistência final, alongamento, módulo de elasticidade, limite de elasticidade, coeficiente de Poisson e enrijecimento por tensão, mas os resultados não estão limitados a apenas estes valores, diferentes materiais podem quando submetidos a pressão gerarem resultados inesperados que podem ser desde alterações químicas simples, até mudanças estruturais nas ligações dos átomos.

As medições feitas durante o teste revelam as características de um material enquanto ele está sob uma carga de tração.

Tipos de testes de tração

Existem muitas variantes diferentes de testes de tração, mas alguns dos testes mais comuns são tensão, aderência à tração, cisalhamento por tração, tração, tração à tração, fadiga por tensão e deformação por tração.

Na maioria desses testes, a amostra é carregada até que ela falhe ou frature, com a principal diferença no tipo de geometria do corpo de prova e no equipamento de teste de tração associado usado.

O teste de fadiga de tensão difere não apenas no tipo de empunhadura, mas também no tipo de máquina de teste. É realizado carregando o material a uma força positiva e então reduzindo a carga a zero e repetindo este processo até que a amostra falhe com o número de ciclos até a falha como o valor desejado a ser medido.

A fluência por tração é semelhante a esta, exceto que a carga não é alterada, mas sim aplicada de forma constante até que a amostra falhe.

Tipos de materiais

Quase todos os materiais podem ser testados em tensão de uma forma ou de outra, mas os materiais mais populares incluem metais, plásticos, madeiras, polímeros e têxteis. A amostra de teste muitas vezes toma as formas de barras, cordas, cordões, cupons, ossos de cachorro e halteres, dependendo do material, o aperto de tração e teste realizado na amostra.

Materiais com altos valores de resistência à compressão têm resistência à tração relativamente baixa, como compósitos de tijolo e aeroespacial. Estes não são geralmente testados em tensão, já que suas aplicações normalmente não exigem que suportem cargas de tração.

Finalidade

Cada material é testado com um propósito diferente, mas sua finalidade é basicamente a mesma. O ensaio de tração serve para saber quão útil é o uso de um material em determinada aplicação. Por exemplo, ao projetar um vidro à prova de balas, um teste de tração deve ser executado para determinar se o resultado final tem a capacidade de resistir a um impacto e qual o limite máximo de impactos consecutivos que o vidro pode receber antes de se quebrar.

Com isso o fabricante pode informar ao cliente final até que ponto a segurança dele está garantida, e também pode usar como base de comparação para saber quando uma nova tecnologia pode ou não substituir a anterior sem prejudicar a eficiência.


Compartilhe!

Comentar

Clique aqui para postar um comentário