Início » Biologia » Espécies de felinos: características e diferenças

Espécies de felinos: características e diferenças

Compartilhe!

Felinos fazem parte de uma ampla família de mamíferos exclusivamente mamíferos. A maior parte das espécies de felinos apresenta visual elegante, com corpos de musculatura aparente e agilidade em sua movimentação. Não à toa, diversos povos admiraram felinos como animais superiores.

Estas espécies fascinantes vão desde os pequenos gatos domésticos e os gatos selvagens até os grandes felinos, como leões e tigres. Atualmente, falar sobre as espécies de felinos é verdadeiramente triste: todas as grandes espécies encontram-se em algum nível de ameaça de extinção.

Saiba mais sobre estes animais, e sobre algumas das principais espécies de felinos selvagens:

Principais características dos felinos

Felinos são animais mamíferos, e todos eles são necessariamente carnívoros, o que os diferencia de boa parte de outros mamíferos. Em geral, são solitários, formando-se em pequenas colônias na natureza, ou reunindo-se apenas durante partes do ano.

Há felídeos com hábitos noturnos e diurnos, e eles são presentes em grande extensão e variedade na terra, não ocupando apenas o continente asiático e o polo antártico. Todos eles possuem cauda (geralmente medindo de um terço a metade do comprimento do corpo). Além disso, suas garras são sempre retráteis ou semi-retráteis, com pés “almofadados” em sua sola. As mandíbulas são sempre aparelhadas de forte musculatura.

Já o tamanho das espécies de felinos é variada. Pode haver desde pequenos felinos com pouco mais de trinta centímetros de alturas, até o tigre, com cerca de 3,5 metros de comprimento, e três centenas de quilos de peso total.

A pelagem também é uma característica variável, tanto em relação à espessura, quanto em relação à coloração. Podem haver padrões de listras, pintas ou, simplesmente, uma única cor em toda a pelagem.

Leão

Leões apresentam coloração que varia ao longo da vida, desenvolvendo uma coloração mais clara ao longo da vida. Quando chegam próximo à idade adulta, os machos desenvolvem sua característica juba em torno da cabeça, com pelos que variam entre o amarelo e o preto.

Um leão adulto pode atingir até quase 190 quilogramas, atingindo até mesmo 2,4  metros de comprimento. Um leão atinge sua fase adulta após os três anos, e sua gestação também dura pouco mais de três meses. As ninhadas incluem entre dois a quatro filhotes. Leões são capazes de comer cerca de 15% de seu peso em carne em um único dia, para garantir energia , em períodos de caça irregular.

Onça pintada

A onça pintada é uma das espécies de felinos típicas no Brasil. É esguia, possui a cabeça arredondada, e apresenta coloração amarelada, com padrões de manchas organizadas em espécies de mosaicos. Na América do Sul, a onça pintada é a maior espécie felídea, podendo atingir mais de 130 quilogramas de peso.

Sua gestação dura pouco mais de três meses, gerando no máximo dois filhotes. Apesar da longa expectativa de vida (cerca de vinte anos). A onça pintada é considerada um animal em extinção, especialmente em função da predação humana.

Leopardo

Os leopardos possuem coloração dourado clara, sendo cobertos por padrões de manchas escuras. Seus olhos são claros, e sua forma esbelta chama bastante a atenção na natureza pelo porte e pela imponência.

Um leopardo pode atingir noventa quilogramas, e até dois metros de comprimento. Diferentemente de alguns felinos mais ágeis, suas pernas são relativamente curtas. A gestação de um leopardo dura cerca de três meses, e geralmente resulta entre três e cinco filhotes. Há, ainda, leopardos completamente negros, chamados de panteras negras.

Tigre

O tigre é o maior entre as espécies de felinos. Incluindo sua cauda, pode medir até 3,25 metros, pesando quase trezentos quilos. Tigres são animais de pelagem clara com listras negras que perpassam por todo corpo. Tigres vivem solitários, encontrando-se apenas para o acasalamento, que ocorre cerca de uma vez a cada três anos.

Assim como outros grandes felinos selvagens, sua gestação leva entre três e quatro meses, de onde nascem três ou quatro filhotes.


Compartilhe!

Comentar

Clique aqui para postar um comentário