Início » Vida de estudante » Faculdade à distância e presencial: qual escolher?

Faculdade à distância e presencial: qual escolher?

Compartilhe!

Com o advento das novas formas de ensino, muito se questiona sobre as diferenças entre faculdade à distância e presencial. Os cursos de ensino a distância são um fenômeno relativamente novo, o qual foi acentuado com a proliferação de computadores e com a maior democratização do acesso à internet. Porém, muita gente ainda tem certo receio em se matricular em um curso desse gênero.

Sendo assim, vamos esclarecer alguns dos fatores mais importantes quando se fala em faculdade à distância e presencial. Primeiramente, vamos tratar a questão do tempo, um grande diferencial entre as duas modalidades. Depois, pensando no investimento financeiro e na experiência acadêmica você deverá montar uma relação de custo-benefício individual. Por fim, devemos falar sobre o diploma, que no fim das contas é o mais importante ao fazer uma faculdade.

A questão do tempo

O grande motivo que levou os cursos a distância a se popularizarem foi a questão do tempo. As pessoas hoje em dia entram cada vez mais cedo no mercado de trabalho ─ muitas vezes por necessidade ─ e acabam tendo pouco tempo para estudar. Assim, ao pensar numa faculdade à distância e presencial, a última tem menos flexibilidade para o aluno que tem pouco tempo disponível.

Já os cursos à distância oferecem uma maior flexibilidade para o aluno. Em contrapartida, exigem mais disciplina e organização individual, já que não haverá um horário fixo para se ter as aulas. Porém, quanto às cargas horárias, o Ministério da Educação assegura que tanto os cursos presenciais como os à distância tenham a mesma carga horária a ser vencida. Ou seja, não é porque você tem mais flexibilidade para assistir suas aulas que você irá estudar menos.

Qual tem o menor custo?

Quanto ao investimento financeiro, há detalhes importantes a serem discutidos. Em primeiro lugar, o modo mais barato de se conseguir cursar uma faculdade é pelo sistema de ensino público. Ou seja, estamos falando das universidades federais e estaduais, que oferecem educação gratuita. Muitas dessas universidades têm opções de faculdade à distância e presencial, sendo que uma pesquisa sobre as instituições mais perto de você irá te dizer se você tem ou não essa opção.

Porém, ao falar em ensino privado, os cursos a distância geralmente apresentam custos menores. Porém, alguns cursos, devido à necessidade de experimentação prática, não oferecem modalidades a distância, e sendo assim você será obrigado a frequentar a faculdade presencialmente. Fora isso, os cursos a distância são uma boa opção se você deseja economizar em transporte e alimentação, já que estaria assistindo as aulas de casa.

A experiência acadêmica

A experiência acadêmica é algo muito positivo que se extrai dos anos de faculdade. Nesse quesito, os cursos presenciais saem na frente, pois proporcionam um maior contato entre professores e alunos, bem como entre colegas. Porém, existem instituições que atenuam essa diferença entre faculdade à distância e presencial, pois oferecem diferentes meios de interação entre os professores e alunos.

Outra dúvida que fica sobre faculdade à distância e presencial é a questão das provas e das presenças. Porém, o Ministério da Educação tem uma normativa que prevê que as provas sempre serão realizadas presencialmente, até mesmo nas modalidades a distância. Sobre o segundo aspecto, na modalidade a distância, as presenças são computadas através de trabalhos entregues, assegurando que o aluno está de fato acompanhando as aulas.

Há diferenças no diploma?

Por fim, o que ainda deixa muitas pessoas com o pé atrás é o diploma. Nesse sentido, a faculdade à distância e presencial tem o mesmo tipo de diploma, ou seja, não há diferenciação quanto ao valor deste. Logo, se você deseja prestar concursos públicos à nível superior, pode investir tranquilamente em um curso a distância, pois seu diploma terá o mesmo nível do presencial.

O que resta destacar é que, embora os diplomas tenham o mesmo nível reconhecido pelo MEC, muitas empresas e empregadores não valorizam tanto o diploma à distância. Isso se deve, sobretudo, a um certo preconceito existente em relação à esta modalidade de ensino. Porém, no fim das contas, quem faz a diferença é o aluno e sua dedicação aos estudos.


Compartilhe!

Comentar

Clique aqui para postar um comentário