Início » Português » Gramática » Fim de semana ou final de semana?

Fim de semana ou final de semana?

Compartilhe!

Está chegando o fim de semana ou final de semana? Essa é uma dúvida muito comum que já deve ter afetado praticamente todas as pessoas que falam a língua portuguesa ao menos uma vez. Aparentemente, as duas opções são amplamente utilizadas, mas nem sempre é fácil identificar se há uma forma mais correta que a outra.

A boa notícia, para quem sofre da dúvida, é que as duas opções já são aceitas na língua portuguesa. Há, no entanto, algumas discussões que concernem a questão e apresentam posições contrárias, que serão tratadas neste artigo. De forma geral, no entanto, não há motivos para preocupação.

Entenda as diferenças gramaticais e as semelhanças semânticas entre fim de semana ou final de semana, e entenda seu uso na língua portuguesa:

Fim de semana ou final de semana?

Na prática, as duas locuções são sinônimas e igualmente corretas (embora haja posições contrárias). Para a maior parte dos estudiosos da língua, falar que você vai à praia no fim de semana ou que você vai à praia no final de semana são precisamente a mesma coisa.

Algumas correntes determinam que, normativamente, a locução “fim de semana” estaria mais correta, mas na prática ambas são igualmente aceitas. A diferença estaria no fato de que “fim” é um substantivo, e “final” um adjetivo. No entanto, o adjetivo passa por um processo de substantivação quando previamente determinado pelo artigo correto, o que eliminaria os problemas de seu uso.

Sinônimos plenos

Como mencionado anteriormente, nem todos os pensadores da língua portuguesa concordam com o uso indistinto de fim de semana ou final de semana. É posição da maioria, no entanto, que a substantivação de “final” o torna um sinônimo completo de “fim”.

Não restam dúvidas que fim de semana ou final de semana representam absolutamente a mesma coisa, referenciando os intervalo entre os dias úteis da semana, sua conclusão como uma jornada cíclica.

O mesmo uso como sinônimos pode ser feito em uma série de outras situações, o que demonstra a aceitação das duas expressões. Pode-se utilizar igualmente “fim” ou “final” para indicar o trecho que conclui um dia, um mês, um ano, uma apresentação, um evento qualquer. Isso reforça a ideia de correta utilização das duas opções.

Visão gramatical antiga

Além da correlação entre adjetivo e substantivo, há uma visão gramatical também tradicional que indica que o correto é a utilização de “fim de semana” por questões semânticas. Originalmente, o raciocínio feito aproveitando-se das classes gramaticais envolvidas era que “fim” representa o oposto de “início”, e é natural pensarmos no “início da semana” como uma expressão.

O mesmo não ocorre, no entanto, com a relação entre “final” e seu oposto, que é o termo “inicial”. Pensar em “inicial da semana” é muito menos aceito. Embora seja interessante conhecer o processo de pensamento da linguagem, vale estabelecer que essa visão não é mais considerada entre a maior parte linguistas, e que não há motivos para levar tal definição como regra geral, nos dias atuais. Sempre é válido, no entanto, saber um pouco sobre a formação da língua.

Fim de semana ou fim-de-semana?

Entre as várias mudanças trazidas pelo Novo Acordo Ortográfico estabelecido em 2009 e que já vigora após a fase de transição, até mesmo o fim de semana foi afetado. Antes dele, utilizava-se a versão hifenizada da expressão: fim-de-semana.

Atualmente, locuções substantivas, adjetivas, pronominais, conjuncionais, prepositivas e adverbiais não levam mais o hífen, o que significa que o fim de semana livrou-se do famigerado sinal.

O final de semana, por sua vez, nunca levou o hífen e, por óbvio, não mudou após a entrada do Novo Acordo Ortográfico.


Compartilhe!

Comentar

Clique aqui para postar um comentário