Início » Física » Fogo em gravidade zero: existe? O que acontece?

Fogo em gravidade zero: existe? O que acontece?

Compartilhe!

Falar sobre fogo em gravidade zero costuma exigir bastante capacidade de abstração. O fogo na terra é apontado pela gravidade, mas os gases que estão queimando são considerados leves e quentes, e por essa razão podem acabar se elevando. Portanto, quanto mais esse fogo de eleva, maior será a quantidade de ar absorvido para o suporte da chama, fazendo com que a mesma fique ainda mais forte.

Enquanto isso, no espaço, onde não se tem uma grande quantidade de gravidade, não existe nenhum fator que faça o fogo se elevar, além claro de ser um ar com menor presença de combustíveis. Na microgravidade que é produzida dentro das naves espaciais, os átomos de oxigênio possuem a capacidade de nutrir o fogo quando impulsionados para ele de qualquer forma, ou até mesmo através da dispersão através dos gases da chama, da mesma forma que ocorre quando o petróleo se dispersa em cima da superfície da água.

Dispersão X Absorção

A técnica de dispersão costuma ser mais lenta que a técnica de absorção gerada por chamas no planeta terra. A consequência disso é que os gases de queimação precisam se disseminar para o exterior, para a aquisição de mais oxigênio, fazendo com que o fogo aumente.

Mas, como a extensão cresce em magnitude, mais calor se dissipa através da radiação, assim também como o calor emitido por uma lareira ou fogueira. Caso muito calor seja perdido, o objeto que estiver em chamas será arrefecido a uma temperatura menor do que a temperatura de combustão, e o fogo será perdido.

Isso não costuma acontecer na terra, pois todo o ar é absorvido de forma rápida o suficiente para carregar o combustível.

Em naves espaciais, o fogo costuma ser consequência de algum tipo de ocorrência, como por exemplo, um superaquecimento de instalações elétricas. Colocar uma chama em um local onde não existe ou há pouca gravidade é muito mais simples do que na Terra, mas se começar a queimar seria um perigo maior do que na terra.

Quando essa força de gravidade não existe, todo o ar que está recebendo o calor através da chama não se alastra. Sem a compressão o fogo continua exatamente onde está, se expandindo de forma igual, ligado ao oxigênio que existe ali para absorver.

Afinal, é possível ter fogo na gravidade zero?

Sim, é possível ter fogo na gravidade zero, porém esse fogo pode ter algumas características diferentes do fogo com o qual estamos acostumados.

Isso porque, quando a gravidade é zero, a chama do fogo é azul e tem uma aparência esférica. Na Terra, com a presença da gravidade, dos gases e demais chamas que são mais quentes e menos espessas do que todo o ar ao seu redor. Por essa razão, a chama está sempre com movimento para cima, onde existe uma menor pressão da gravidade.

Com isso, a chama em gravidade zero é analisada como homogênea e encontrada em torno de um pavio, com a chama mais arredondada. Portanto, é possível concluir que existe o fogo na gravidade zero, porém de uma forma totalmente diferente da qual estamos acostumados.


Compartilhe!

Comentar

Clique aqui para postar um comentário