Início » Física » Forças Conservativas e Não-Conservativas: o que significam?

Forças Conservativas e Não-Conservativas: o que significam?

Compartilhe!

A palavra força é originada do termo latim “fortia” e significa a capacidade que um determinado corpo tem para cumprir uma tarefa que tenha sido designada, o que é essencial para entender o significado de força conservativa e não-conservativa. A força é uma das considerações essenciais dentro da Física de newton, relacionadas as três leis newtonianas.

Com isso, qualquer elemento externo que provoque uma alteração em um corpo fixo ou altere a movimentação de um corpo livre é considerado como força.

Também é possível definir a força como uma grandeza capaz de superar a inércia de um corpo, com o principal objetivo de modificar sua velocidade, independentemente que seja em sua completa magnitude ou direção, principalmente por se tratar de um vetor. Podemos então concluir que a força tem o poder de causar deformação em qualquer objeto que seja considerado flexível.

Força conservativa e força não conservativa o que significam?

A força conservativa pode ser considerada a partir do momento em que o trabalho não depende mais de sua trajetória. Portanto, quando ela se move, através da ação da força em questão, uma partícula que parte de um ponto X para um ponto Y contém um movimento que independe do caminho que seja percorrido por ambos.

De forma generalizada, uma força só se torna conservativa se e apenas se puder ser propagada como variação de uma função escalar, conhecida como energia potencial.

Porque ela é considerada conservativa?

A palavra conservativa, de modo literal é determinada por ter poder de conservação. Portanto pode ser levada através de um caminho eventual, e um elemento disposto a essa força a partir de um ponto X para um ponto Y, retornando para o ponto X por outra trajetória, onde não sofrerá uma perda total de energia.

Lembrando também que em qualquer passagem fechada o movimento causado por essa força será considerado nulo.

Força não conservativa

A força não conservativa, também pode ser chama de força dissipativa e é conhecida assim por conta do seu trabalho depender exclusivamente da trajetória representada por um pronto de aproveitamento, da velocidade com que determinado corpo que se move ou ainda de diversos outros tipos de grandezas.

Diferente das forças conservativas, as forças não conservativas não permitem a definição de qualquer forma de energia possível ligada à ela.

De forma simples, é possível entender então que as forças não conservativas, como as que possuem o principal objetivo de transformar toda energia mecânica em outro tipo de energia, dentre os demais elementos é possível destacar o calor, som e a deformação.

No momento em que a força de atrito faz com que um objeto pare, ela imediatamente transforma quase imediatamente a sua energia cinética original em som e calor. Dessa forma, sempre que existir uma certa força de atrito, os fragmentos dessa energia mecânica, encontrado no sistema sofrerá uma mutação para se transformar em som ou calor.

Pode-se concluir então que caso um determinado sistema tenha forças não conservativas, pode-se ter uma variação na energia mecânica. Ou seja, existe uma certa limitação com relação a sua conservação dentro desse sistema. O movimento dessas forças é classificado como negativo, positivo ou nulo.


Compartilhe!

Comentar

Clique aqui para postar um comentário