Início » Matemática » Geometria » Geometria Espacial: o que é?

Geometria Espacial: o que é?

Compartilhe!

O termo Geometria Espacial indica que esta é a área matemática que responsabiliza-se pelo estudo das formas que ocorrem na dimensão especial. Isso quer dizer que são as figura que existem em mais de duas dimensões. É, de forma resumida, a aplicação da geometria no espaço tridimensional, e existe desde a mesopotâmia e a Grécia Antiga, quando os conceitos mais básicos utilizados neste tipo de conhecimento foram desenvolvidos.

A geometria espacial utiliza-se de alguns dos preceitos básicos da geometria plana, mas adiciona novas camadas de complexidade, uma vez que uma nova dimensão adiciona níveis que não eram necessários para a compreensão da matemática de forma plana.

Na Grécia Antiga, era comum a correlação entre a geometria plana e elementos naturais ou metafísicos. Alguns filósofos, como Platão, associavam poliedros a certos elementos da natureza. Atualmente, a geometria espacial é absolutamente essencial de diversas maneira, pois permite a compreensão adequada da tridimensionalidade do mundo que cerca a todos nós.

Definição e características

A geometria espacial é definida como o estudo dos objetos que ocupam lugar no espaço. Isso significa que tratam-se de sólidos geométricos, sejam eles regulares ou não regulares, os objetos de estudo desta área da matemática.

Seu desenvolvimento permite a determinação matemática de certos conceitos, como o volume – ou o espaço ocupado por algo – que só existe dentro de uma concepção tridimensional.

Conceitos básicos da geometria espacial

A geometria espacial utiliza-se de alguns conceitos matemáticos planos, além de concepções criadas especificamente para esta área. Entre estes conceitos, deve-se considerar:

Ponto: o ponto é o conceito inicial, pois todos as retas, linhas e outros conceitos planos são derivados da composição por inúmeros pontos subsequentes. Eles não podem ser medidos, apenas localizados.

Reta: a reta é o conceito utilizado para definir a distância mais curta entre dois pontos estabelecidos.

Linha: uma linha é a repetição de ininterrupta de pontos, assim como uma reta, mas pode fazer curvas e nós em composição.

Figuras básicas da geometria espacial

A união destes conceitos básicos matemáticos permite, com sua aplicação, a criação de algumas figuras básicas no espaço. Entre elas, destacam-se:

Os cubos, formados por seis faces quadrangulares, oito vértices e doze arestas. São chamados também de hexaedros regulares.

O tetraedro, formado com por quatro faces triangulares, quatro vértices e seis arestas.

O icosaedro é o maior dos “sólidos de Platão”, formado por vinte faces triangulares organizadas em 12 vértices e trinta arestas.

Os prismas e as pirâmides estão entre as formas mais comuns de poliedros não regulares. Eles podem ser compostos de diversas maneiras diferentes, variando especialmente sua base.


Compartilhe!

Comentar

Clique aqui para postar um comentário