Início » Biologia » Organelas Celulares: Saiba o que faz cada uma

Organelas Celulares: Saiba o que faz cada uma

Compartilhe!

Organelas celulares são – além de conteúdo de provas e vestibulares, parte de cada célula do nosso corpo. A função de cada uma não é complicada, assim como as regras de definem a sua atuação. A maior dificuldade provavelmente está em decorar todos os nomes e associar suas funcionalidades.

Se você não lembra o que faz cada uma destas partes, um resumo rápido pode ser uma boa solução para reativar a memória.

Seja qual for o motivo que leve você a buscar este conteúdo novamente, não há por que se preocupar. Confira este resumo sobre o que faz cada uma das organelas celulares, e qual é sua importância neste microssistema:

resumo-organelas-celulares

Núcleo

O núcleo é uma espécie de centro de controle da célula. É uma organela grande, responsável por armazenar o DNA – onde está contida a informação daquela célula. O núcleo celular é responsável por controlar as atividades da célula, como crescimento e metabolismo. As “diretrizes” para executar estas funções estão no DNA armazenado.

Dentro do núcleo, há uma estrutura menor, chamada nucléolo. É nela que está armazenado o ácido ribonucleico, responsável por carregar os comandos genéticos para o resto da célula. O RNA é essencial, também, para sintetizar proteínas – incluindo novas cópias do DNA.

Ribossomos

Os ribossomos são espécies de “fábricas de proteína” contidas na célula. Eles são compostos por duas subestruturas, e ficam “flutuando” livremente pelo citoplasma da célula. Em alguns casos, dependendo do tipo da célula, ficam contidos no retículo endoplasmático.

Utilizando as informações genéticas fornecidas pelo nucléolo, os ribossomos sintetizam uma variedade de proteínas que são essenciais para o desenvolvimento saudável da célula e, consequentemente, a sobrevivência do organismo do qual são parte.

Retículo Endoplasmático

O retículo endoplasmático é uma organela membranosa, que – em alguns casos – divide parte de sua membrana com o núcleo. O retículo endoplasmático é uma das organelas celulares mais complexas.

Por vezes, parte deste retículo é rugoso – nestes casos, a organela dedica-se à produção de proteína. Outras partes costumam formar o retículo endoplasmático liso. Nestas porções, a organela dedica-se a produzir lipídios essenciais.

Complexo de Golgi

Também chamado de complexo golgiense, ou aparato de Golgi, esta é um organela um pouco mais incomum, dependendo do tipo celular. Quando a proteína saída do Retículo Endoplasmático Rugoso necessita de mais alguma modificação, o responsável por isso é o Complexo de golgi.

Ele é composto por diversas membranas dobradas. Ele aplica mudanças específicas em amino-ácidos, de acordo com sua programação genética. Em alguns casos, ele também possui a capacidade de armazenar as proteínas processadas.

Cloroplasto

Em plantas e em algumas algas, há organelas celulares chamadas cloroplastos. Esta organela exclusiva é responsável pela fotossíntese das plantas. É nele que há o pigmento conhecido como clorofila, que captura a luz solar para converter em energia e alimento para a planta.

É em função dos cloroplastos que os organismos autotróficos conseguem produzir energia sem consumir outros organismos.

Mitocôndria

Lembre-se das mitocôndrias como as “geradoras de energia” das células. Estas organelas celulares de formato oval costumam ser encontradas em quase todas as células eucarióticas. Ela oferece uma espécie de “respiração celular”, e transforma as moléculas que possuem energia em energia propriamente dita. Por energia celular, deve-se compreender a Adenosina Trifosfato (ATP).

Ela oferece energia para as células ao quebrar suas ligações altamente energéticas. Por isso, atuam especialmente em células de alta demanda, como as musculares e as do fígado, por exemplo.


Compartilhe!

Comentar

Clique aqui para postar um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *