Início » Física » Planetas do Sistema Solar: conheça as diferenças

Planetas do Sistema Solar: conheça as diferenças

Compartilhe!

O céu e o cosmos sempre foram algo que atiçou a curiosidade do seu humano, e nisso incluem-se os Planetas do Sistema Solar. Para o estudo desse tema, primeiros temos de esclarecer o conceito de constelação, sistemas solar e galáxia. Uma constelação é um conjunto de estrelas que, vistas do nosso céu, parecem próximas entre si. Do nosso planeta, enxergamos 88 constelações.

Por outro lado, sistema solar é o agrupamento de corpos celestes orbitando uma estrela, no nosso caso, o Sol. O conceito de galáxia é algo mais amplo, e se refere ao conjunto de corpos celestes ─ estrelas, planetas, astros, poeiras cósmicas, etc ─ espalhados pelo Universo. Estima-se que existam mais de 200 bilhões de galáxias no Universo. Feita essa diferenciação, vamos agora adentrar mais no assunto dos planetas do Sistema Solar.

O Sol e as luas

Primeiramente, vale destacar a estrela que é o centro do nosso sistema: o Sol. Ele é a nossa fonte de luz e de vida, e é composto sobretudo de Hidrogênio e Hélio. Apesar de muitos pensarem erroneamente que o sol queima, sua energia advém de reações termo-nucleares. Ele é a estrela mais próxima do nosso planeta, e seu tamanho é incomparavelmente maior do que qualquer um dos planetas do Sistema Solar.

Mas e as luas? No nosso sistema existem 179 delas, e basicamente elas são satélites naturais, ou seja, astros que circulam em volta de um planeta, e não de uma estrela. As mais famosas são a nossa Lua, as luas de Júpiter, e Titã, uma lua de Saturno. É fato que algumas luas são maiores que alguns planetas do Sistema Solar, e seriam consideradas planetas, caso orbitassem o Sol.

Os planetas Rochosos

Os planetas do Sistema Solar em ordem de proximidade com o Sol são: Mercúrio, Vênus, Marte, Terra, Júpiter, Saturno, Urano, Netuno. Os chamados planetas rochosos são os 4 primeiros da lista. Eles são chamados de rochosos pois apresentam sua litosfera sólida, composta por rochas.

Mercúrio é o primeiro e mais próximo do Sol. Por isso, ele dá a volta mais rápida ─ seu ano tem 88 dias terrestres ─ e é o mais quente dentre os planetas do Sistema Solar. Vênus tem tamanho semelhante à Terra, mas é mais quente e sua rotação dura cerca de 243 dias terrestres. Marte é chamado de o planeta vermelho pela presença de óxido de ferro em seu solo, mas sua temperatura média é de -60°C.

Os planetas Gasosos

Os planetas gasosos são os 4 últimos dentre os planetas do Sistema Solar. São chamados de gasosos pois não apresentam superfície rochosa e pelo fato de sua atmosfera ser bem densa. O primeiro deles é Júpiter, que é o maior planeta do nosso sistema. Seu tamanho é colossal, e suas quatro maiores luas são: Io, Europa, Ganimedes e Calisto.

Saturno, famoso por seus anéis, é o segundo maior planeta e conta com cerca de 60 satélites. Seu período de rotação é de apenas 10 horas e 39 minutos. Urano é o próximo, e além de sua cor azulada, vale destacar que sua rotação é ao contrário dos demais planetas do Sistema Solar, ou seja, em sentido anti-horário. Netuno é o último e mais distante, e por isso só da uma volta completa no sol a cada 165 anos terrestres.

Os planetas Anões

Para finalizar, há 5 planetas anões dentre os planetas do Sistema Solar: Ceres, Plutão, Haumea, Makemake e Éris. Eles são considerados planetas anões pois, apesar de apresentarem movimento de translação ao redor do Sol e terem formato arredondado pela gravidade, não são grandes suficientes em relação à região em que orbitam.

O destaque fica para Plutão, que até 2006 era considerado um dos planetas do Sistema Solar, mas foi rebaixado à categoria de planeta anão devido às características que citamos anteriormente.


Compartilhe!

Comentar

Clique aqui para postar um comentário