Início » Biologia » Poluição do Solo: causas e consequências

Poluição do Solo: causas e consequências

Compartilhe!

Com o desenvolvimento econômico e industrial, prédios e estradas foram construídos, e levou muito tempo até que a poluição do solo fosse um assunto relevante para a humanidade. Muitas vezes, ainda em dias atuais, este tipo de poluição ainda é relegado para o segundo plano frente à poluição do ar e das águas, por exemplo.

Trata-se de algo problemático, uma vez que é no solo que nascem as plantas que alimentam a nós e aos outros animais que eventualmente nos alimentarão. Não é possível cultivar alimentos saudável em solos poluídos.

Por isso, é importante conhecer as causas e os efeitos da poluição do solo Em geral, ela é relacionada a ações diretas do homem, o que demonstra a irresponsabilidade sobre nossa própria condição.

Principais causas da poluição do solo

Entre as principais causas para a poluição do solo, destacam-se:

Atividade industrial

A atividade industrial desregulamentada é a principal contribuidora para a poluição do solo, especialmente nas indústrias relacionadas à mineração e seus subsídios. Isso porque a maior parte das indústrias depende de algum tipo de mineral extraído da terra, como metais ou carvão, o que acaba contaminando o solo desde o processo de extração, até o trato inadequado dos dejetos deste processo.

Agricultura

A agricultural utiliza produtos químicos de fertilizantes a pesticidas variados. Embora sejam úteis para facilitar o crescimento de alimentos, estes produtos são grandes contribuidores para a poluição do solo, pois raramente são degradados com facilidade pela natureza. Isso significa que ficam armazenados no solo e nas águas em concentrações cada vez mais altas.

Tratamento de lixo

A forma como tratamos as enormes quantidades de lixos que produzimos é outro problema significativo em relação à poluição do solo. Os métodos de lidar com este tipo de material não evoluíram suficientemente ao longo dos anos, e os investimentos na área não foram suficientes para que o ambiente seja menos afetado pelo lixo.

Além do lixo físico que produzimos, há, ainda todo o sistema de esgoto, que nem sempre é tratado. Isso significa que dejetos de todos os tipos são jogados diretamente em fontes de água limpa ou no mar. Isso contamina o solo das regiões próximas.

Os efeitos da poluição do solo

Falar sobre a poluição do solo não é uma questão puramente ética, mas uma necessidade urgente de caráter prático. Isso porque há diversos efeitos da poluição do solo que afetam fortemente nossas vidas. Entre eles, destacam-se:

Efeitos na saúde humana

O aspecto mais prático e direto da importância de se pensar na poluição do solo está em nossa saúde. Solo poluído significa alimento carregando agentes nocivos para a nossa saúde, uma vez que é da terra que as plantas absorvem seus nutrientes e, muitas vezes, outros materiais. Isso resulta, em última instância, em doenças mais constantes e mais graves, que afetam na qualidade de vida de todas as pessoas.

As doenças resultantes desse tipo de situação é que, ao longo do tempo, o solo afeta não apenas a saúde de quem consome seus produtos, mas pode gerar modificações genéticas a serem reproduzidas ao longo de gerações, cada vez mais afetadas com o tempo.

Redução da fertilidade do solo

Solo poluído significa, também, solo com dificuldade de gerar vegetais. Isso resulta em um maior custo para a produção de alimentos, o que torna a comida menos acessível para as pessoas.

Pior ainda é o ciclo resultante disso: para corrigir um solo pouco fértil, é preciso utilizar ainda mais produtos químicos, que tornam, com o tempo, ele ainda mais pobre, aumentando ainda mais o custo para o próximo ciclo. Isso resulta, a longo prazo, em um cenário no qual a poluição torna a comida muito cara para a população mais pobre.

Além disso, enquanto trata-se o problema de fertilidade, ignora-se a origem do problema, que é a poluição do solo. Isso quer dizer que as causas da poluição continuam afetando o local, que torna-se progressivamente menos propício para o desenvolvimento de alimentos, resultando em efeitos cada vez mais graves.


Compartilhe!

Comentar

Clique aqui para postar um comentário