Início » Física » Propriedades Intensivas: quais são? Qual a importância?

Propriedades Intensivas: quais são? Qual a importância?

Compartilhe!

Um estudo muito importante, dentro da área da física, que está sempre ligada a qualquer exercício de vestibular que irás fazer é a questão das propriedades da matéria, sendo divididas em dois tópicos, podendo ser intensivas ou extensivas. Neste resumo irá ser explicitado todas as propriedades intensivas, as quais são propriedades que não dependem da extensão do objeto, ou seja, não variam de acordo com a quantidade de matéria e sim por outro fator. As principais propriedades intensivas são a densidade, a pressão, o ponto de fusão, o ponto de ebulição, a imflamabilidade, a tensão superficial, a viscosidade.

Densidade

A densidade é um grande exemplo de propriedade intensiva, pois o seu cálculo é feito a partir da razão entre a massa e seu volume:

D = m/v

Essa propriedade é classificada como intensiva pelo motivo de não alterar seu valor em decorrência do aumento do tamanho do corpo, como no exemplo de um cubo de gelo, que possui a mesma densidade de um iceberg, sendo os dois 0,92g/cm3.

Pressão

A pressão nada mais é que a razão entre a força exercida de um corpo e sua área de superfície:

P = F/A

Se houver o aumento de força, consequentemente irá ter o aumento da área, o que auxilia no seguimento do conceito das propriedades físicas, porque mesmo com estes aumentos, a pressão continuará a mesma.

Ponto de Fusão

O ponto de fusão é outro importante fator intensivo, pois é a temperatura a qual o sistema irá se fundir, ou seja, passa do estado sólido para o estado líquido. E como exemplo, a fusão do ferro, que ocorre a 1538°C, continua a mesma, independente se for 1 tonelada de ferro ou 100 gramas do mesmo.

Ponto de Ebulição

O ponto de ebulição é da mesma forma que o ponto de fusão, pois não irá se modificar do mesmo modo com o aumento da quantia do corpo. E como exemplo, para facilitar o entendimento, 1 litro de água ferve a 100°C como ferve 100 milhões de litros do mesmo composto, o que torna evidente que os dois pontos, tanto de ebulição, tanto de fusão, estão de acordo com as propriedades intensivas.

Calor Específico

O calor especifico corresponde a quantidade de energia que 1 grama de qualquer composto necessita para que se passe 1°C em sua temperatura. Um exemplo para auxiliá-lo é o calor específico do cobre, que é 0,22 cal.g-1C-1 e este valor ,independe da quantidade de massa que esse sistema possui, indo de acordo com o conceito de propriedade intensiva.

Inflamabilidade

Define-se a inflamabilidade como a facilidade que algum composto tem de sofrer combustão no ambiente, ou seja, a facilidade que tem de queimar ou entrar em ignição. Um exemplo que encontramos em qualquer domicílio é o álcool, que mesmo sendo em baixa quantidade, tem um poder inflamável muito grande, como um carro com o tanque cheio de álcool, indo ao encontro do conceito de propriedade intensiva.

Tensão Superficial

A tensão superficial é um fenômeno físico em que as moléculas de um dado composto são atraídas umas pelas outras, o que forma um “papel filme” por cima da superfície desta substância, e dependendo desta tensão, inúmeros insetos podem andar sobre ela. Um exemplo que apresenta grande tensão superficial é a própria água, que mesmo em um copo ou em um lago, possuem a mesma tensão superficial.

Viscosidade

É uma propriedade física que é caracterizada pela resistência que possui em um escoamento, ou seja, quanto menos resistência, maior será o escoamento, consequentemente, maior será a sua viscosidade, e mesmo sendo 10 ml de vaselina ou 100 litros, sua viscosidade será a mesma, o que torna uma propriedade intensiva importante.

É interessante salientar que algumas propriedades intensivas são a fusão de propriedades extensivas, como a densidade, que a razão da massa, e volume, duas propriedades extensivas.


Compartilhe!

Comentar

Clique aqui para postar um comentário