Início » Geografia » Quais são os aquíferos do Brasil?

Quais são os aquíferos do Brasil?

Compartilhe!

A grande quantidade de aquíferos do Brasil concede uma posição privilegiada do país em relação às fontes minerais de água que estão protegidas sob o solo. A maior parte dos aquíferos é formada por água potável, o que significa que seu uso é obviamente debatido – especialmente em momentos de seca das fontes geralmente utilizadas.

Por outro lado, a discussão acerca dos aquíferos do Brasil é igualmente importante no que diz respeito à sua preservação. Atualmente, muitos aquíferos já sofrem problemas de contaminação relacionados á poluição causada por atividades agrícolas, industriais ou, simplesmente, urbanas.

Por isso, é importante conhecer os aquíferos do Brasil, suas características e riquezas. Confira:

O que é um aquífero?

Um aquífero é uma formação geológica. Embora geralmente os associemos como grandes reservatórios de água, o que de fato são, os aquíferos consistem em uma formação rochosa – geralmente porosas e permeáveis – que acumulam a água que absorvem da chuva.

Além disso, um aquífero permite que a água movimente-se entre certas regiões. Uma das inúmeras estruturas interessantes dos aquíferos, é que o processo de passagem pelas rochas porosas realiza uma espécie de filtragem da água. Por isso, a água chega completamente potável a um aquífero.

Desta forma, ela serve como uma essencial fonte de abastecimento de formações de água corrente. Os aquíferos podem apresentar superfície aberta em certos pontos, ou totalmente cobertas por rochas. Além disso, embora a maioria deles seja formada por rochas porosas, que permitem a passagem da água em seu interior, alguns aquíferos são formados por rochas fraturadas. Isso quer dizer que a água não passa por seu interior, mas pelas fraturas que permitem sua passagem.

Os aquíferos do Brasil

No Brasil, são contabilizados um total de 27 aquíferos conhecidos. Dois deles – o Guarani e o Alter do Chão – possuem uma enorme extensão territorial. O aquífero Guarani, por exemplo, incia-se no centro e no sul do país, e atinge até mesmo outros países.

Embora o número 27 possa não impressionar em um país de dimensões exageradas, como o Brasil, é necessário reconhecer a grandiosidade desta cifra. Considerando que a maior parte destes aquíferos apresentam uma área gigantesca. Por isso, o número é verdadeiramente alto, e condiz com a grandeza territorial do país.

Entre os principais aquíferos do Brasil, destacam-se:

Aquífero Guarani

O aquífero Guarani é o maior do Brasil. Na prática, é considerado um aquífero de todo o continente sul-americano, e é um dos principeis do mundo inteiro. Cerca de 70% de seu volume está no Brasil.

Em função da poluição – especialmente industrial e rural – este aquífero já não é mais considerado potável, quando não há tratamento. A enorme utilização como fonte de agricultura e para dispensa de dejetos rurais é um dos principais motivos que levaram um dos mais importantes aquíferos do planeta à poluição.

Alter do Chão

O Alter do Chão é, em extensão coberta (e não em volume), o maior aquífero do planeta. Não surpreendentemente, está localizado na região norte do país, compreendendo Amazonas, Pará e Amapá. Seu volume também é gigantesco, e estima-se que ele seria suficiente para abastecer o consumo mundial, caso fosse esgotado.

Aquífero Cabeças

O aquífero Cabeças localiza-se na bacia do Parnaíba. Ele destaca-se pela limpeza de sua água, e pela eficiente utilização doméstica e de irrigação rural praticada feita a partir dele. O sistema, atualmente, possui água potável, e já há trabalhos que buscam manter essa situação.

Aquífero Furnas

O nome Furnas ficou famoso especialmente após a crise hídrica da cidade de São Paulo. Trata-se de um sistema de água bicarbonatada sódica e potássica, e cobre regiões do Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás, Paraná e, por óbvio, São Paulo.


Compartilhe!

Comentar

Clique aqui para postar um comentário