Início » Vida de estudante » Quero Bolsa: como funciona o programa?

Quero Bolsa: como funciona o programa?

Compartilhe!

Se você está na luta para entrar no ensino superior, já deve ter se deparado com o Quero Bolsa. Mas afinal, do que se trata essa iniciativa? No meio de tantas fraudes digitais dos dias atuais, há quem desconfie de iniciativas que prometem muitas vantagens e descontos aos usuários. Por esse motivo, vale a pena esclarecer do que se trata o Quero Bolsa.

Após feita a primeira análise, vale mencionar como funcionam os processos da plataforma. Quem pode participar e quais os pré-requisitos. Na sequência, a pergunta que não quer calar: ele realmente funciona? É um serviço confiável ou só mais uma das promessas vazias da internet? Por fim, vamos analisar quais as vantagens que o programa oferece para os participantes.

O que é?

O Quero Bolsa é um empresa privada que tem por objetivo facilitar a entrada de alunos no ensino superior. Para isso, a empresa realiza parcerias com mais 1300 universidades em todo o país. Apesar de parecer algo revolucionário, o ramo de negócios da empresa, ou seja, oferecer bolsas para estudantes, é algo de praxe para outras competidoras, como a Educa Mais Brasil e Mais Estudo.

Em suma, o Quero Bolsa abre mais ainda o horizonte do aluno que deseja ingressar no ensino superior. Ele está no mercado desde 2012, e seu objetivo é deixar os usuários 100% satisfeitos. Nesse sentido, a proposta da empresa é muito positiva, pois as formas tradicionais de ingresso no ensino superior ─ vestibulares, Enem, Prouni, Fies, etc ─ tornam-se cada vez mais disputadas.

Como funciona?

Todo o processo exigido pelo Quero Bolsa é bem simples. Para começar, ele é todo feito por meio digital, pela internet. O aluno interessado no sistema pode acessar o site e navegar pelas diversas bolsas disponíveis em todo o território nacional. Pela ferramenta de busca, é possível selecionar a localização pretendida, o curso que deseja, as condições financeiras, instituições de preferência, e até a modalidade do curso ─ presencial ou à distancia.

Após achar a oportunidade perfeita para você, o site pede que você se cadastre na plataforma. O cadastro é bastante simples, podendo ser feito até mesmo com uma conta do Facebook. Feito o cadastro e escolhida a bolsa, o aluno realiza a pré-matrícula online, a qual exige um pagamento. Feito o pagamento, o aluno imprime o comprovante de matrícula e deve se dirigir a instituição pretendida, onde será realizada a matrícula em questão.

Posso confiar?

Tudo isso parece muito bom e favorável, logo surge a dúvida sobre a confiabilidade do sistema. Em linhas gerais, o que é prometido é cumprido sem sombra de dúvida. Sendo uma empresa conhecida e a nível nacional, não há fraudes envolvidas na oferta de bolsas. O cuidado a ser tomado é justamente no âmbito virtual, ou seja, você deve se assegurar que o site acessado seja de fato o Quero Bolsa, e não outro que pode querer roubar seus dados.

Fora isso, as promessas do Quero Bolsa são bastante sólidas. Após o pagamento da pré-matrícula, o aluno que desistir do curso e não realizar a matrícula de fato, ou seja, aquele que não fizer uso da bolsa, tem direito a pedir reembolso do valor pago. Outra boa dica para avaliar o site é ver sua reputação no Reclame Aqui, a qual não levanta muitas suspeitas.

Quais as vantagens?

Mas você pode estar pensando: quais as vantagens de usar o Quero Bolsa, se posso conseguir entrar no ensino superior de outras maneiras? Bom, as vantagens se resumem justamente no fato de o programa ser uma alternativa. Ser aprovado no Enem e conseguir uma vaga no Sisu pode ser um pesadelo para alguns, por isso o Quero Bolsa se torna uma boa saída.

O fato de o site não exigir processo seletivo para participar já é um diferencial. Comparado com o Prouni, que é um programa governamental que oferece bolsas, o Quero Bolsa tem como vantagem o fato de não exigir comprovação de renda para participar. Por fim, ao ser comparado com o Fies, a grande vantagem do programa é que o aluno ao se formar não tem nenhuma dívida a ser paga.


Compartilhe!

Comentar

Clique aqui para postar um comentário