Início » Biologia » Sistema Genital Feminino: partes e funções

Sistema Genital Feminino: partes e funções

Compartilhe!

O sistema genital feminino, sinônimo do sistema reprodutivo como um todo no corpo das mulheres, evoluiu com a capacidade de realizar diversas funções diferentes no corpo. Em seu interior, por exemplo, produz o óvulo necessário para a reprodução e, desde esse ponto, é altamente especializado em transportar o óvulo para o local adequado de fertilização, bem como completar o ciclo de gestação ou menstrual.

Além disso, o sistema genital feminino inclui a produção de hormônio necessários para a manutenção do organismo, bem como a saída da uretra , além de um complexo aparelho genital de contato externo.

Saiba mais sobre o sistema genital feminino, suas partes e funcionamento:

Quais são as partes do sistema genital feminino?

Dar a preferência pelo termo “sistema genital” em vez de “sistema reprodutivo”, geralmente inclui a intenção de tratar sobre a genitália como uma estrutura de diversas partes, em ver de dar atenção exclusiva aos órgãos internos da reprodução.

A funcionalidade deste sistema mais externo, de contato sexual, é dupla, em um sentido biológico: permitir que o esperma entre no corpo e proteger os órgãos de agentes infecciosos.

Suas principais estruturas são:

Grandes lábios

Os grandes lábios possuem a função de proteger e fazer o controle externo do acesso a outros órgãos reprodutivos e genitais. Os grandes lábios são estruturas relativamente grandes, comparados a outras estruturas do sistema genital feminino, e são análogos aos escroto no corpo masculino.

Possuem glândulas de excreção de óleo e, após o início da puberdade, tornam-se cobertos de pelos pubianos.

Lábios menores

Os lábios menores, ou pequenos lábios, possuem tamanhos variados de acordo com o corpo da mulher. São estruturas intermediárias, imediatamente após (no sentido externo-interno) os grande lábios. Sua função, portanto é “cercar” a entrada física que leve à vagina (o canal que liga a parte mais inferior do útero à parte externa do corpo) e a uretra (responsável pelo transporte de urina da bexiga para fora do organismo).

Glândulas de Bartholin

São glândulas posicionadas logo após a entrada vaginal, e são responsáveis pela produção de uma secreção mucosa, necessária para a lubrificação da genitália durante a atividade sexual.

Clitóris

O clitóris é posicionado junto ao ponto onde os dois lábios menores encontram-se, acima da uretra. Trata-se de uma protusão pequena e sensível, análoga ao que se interpreta como o pênis em um corpo masculino.

A clitóris é coberto por pele, chamada prepúcio, aos moldes do prepúcio que envolve o pênis masculino. Sua sensibilidade permite intenso prazer sexual, incluindo até mesmo enrijecimento.

A parte interna do sistema genital feminino

Fora as partes que entram em contato direto com as partes exteriores do corpo, há componentes internos do sistema genital feminino. Tratam-se de:

Vagina

A vagina é o canal que liga o colo do útero à parte externa do corpo. É o trecho onde o pênis é inserido em contexto sexual, e por onde o parte é realizado, quando natural.

Útero

O útero é um órgão oco, em formato de bexiga, reservado no corpo feminino para o desenvolvimento do feto, em caso de fecundação. Ele é dividido em duas partes: o colo do útero, que é a parte mais inferior, ligado à vagina, e a parte principal do corpo do útero. Esta segunda parte é capaz de expandir-se para acomodar um feto, enquanto a primeira é a parte onde o esperma entra no corpo feminino.

Ovários

Os ovários são glândulas pequenas em formato oval, localizadas nos dois lados do útero. Eles são os responsáveis pela produção de óvulos e hormônio.

Trompas de Falópio

As trompas de Falópio utilizam-se de pequenos tubos ligados à parte superior do útero, servindo como uma espécie de túnel entre os ovários e o útero, para que os óvulos possam sem fertilizados pelo esperma e, em seguida, transportado para o útero, onde a gestação terá início.


Compartilhe!

Comentar

Clique aqui para postar um comentário