Início » Física » Tipos de gases: quais são eles?

Tipos de gases: quais são eles?

Compartilhe!

Entre os tipos de gases, ao contrário do que muita gente pensa, existem opções muito inusitadas quanto à sua forma física. Por isso, é normal que os tipos de gases sejam divididos entre reais, ideais ou perfeitas.

A maioria dos elementos químicos não metálicos conhecidos são achados no seu estado gasoso, com estado de temperatura ambiente, mas nem sempre é assim que os encontramos. As moléculas do gás, ao se moverem, se chocam com as outras moléculas e com obstáculos de recipiente onde se encontram, praticando uma pressão, denominada pressão do gás.

Para que se possa estudar os gases, é preciso antes de qualquer coisa definir três tipos de gases: O gás ideal, o gás real, e o gás perfeito.

Vale bastante lembrar que essas definições de gases é o que nos fará compreender sobre a teoria cinética dos gases e estudos posteriores a este, que admiram esse tema, ou que simplesmente precisam entender mais sobre o assunto para a obtenção de um bom resultado na prova.

Saiba como são diferenciados os tipos de gases, e qual a sua importância:

Diferenças básicas

Gás Real é aquele que percebemos na natureza, ou seja, os gases comuns aos quais podemos a qualquer tempo nos deparar com uma amostra real;

Gás Ideal é aquele que contém propriedades não existentes nos gases naturais, sempre fixadores da teoria cinética dos gases. Além disso, não existe nenhum gás ideal, sendo esses gases irreais ou não existentes na natureza;

Gás Perfeito é aquele contem seus aspectos próximas à do gás ideal, entretanto tal fato se dá através de processos não naturais, sendo assim o mais perto possível em admirar a teoria cinética dos gases;

Tendo em vista a diferença e definição entre os tipos de gases, estamos prontos para entender mais sobre o estudo dos gases e suas singularidades.

As moléculas do gás aumentam sua agitação, ao terem a temperatura aumentada, provocando mais colisões.

Essa pressão tem a ver com o volume do gás e à temperatura absoluta.

As moléculas tem mais espaço para se deslocar ao subir o volume do recipiente, logo, as colisões diminuem, diminuindo a pressão.

Gás perfeito ou ideal

Quando são presentes as seguintes características, identifica-se um gás perfeito:

  • o agitamento das moléculas é regido pelos princípios da mecânica Newtoniana;
  • não há atração e nem repulsão entre as moléculas;
  • a quantidade de movimento é conservada, ou seja, os choques entre as moléculas são perfeitamente elásticos;
  • o volume de cada molécula é desprezível quando comparado com o volume total do gás.

Compartilhe!

Comentar

Clique aqui para postar um comentário