Início » Redação » Redação: Conheça os tipos que podem cair na prova

Redação: Conheça os tipos que podem cair na prova

Compartilhe!

Embora a dissertação argumentativa seja o gênero textual mais exigido por vestibulares e concursos, este tipo de redação não é o único que pode cair na hora da prova.

Muitos processos seletivos costumam adicionar tipos alternativos de redação, e saber como lidar com cada um pode ser o maior diferencial de um candidato na hora de conseguir uma vaga. É importante dar atenção tanto ao gênero quanto ao tema exigido pela prova, pois a fuga de qualquer um dos dois pode zerar a prova do candidato.

tipos-de-redacao

Dissertação

A dissertação é o gênero textual mais comum e tradicional cobrado na redação de vestibulares e concursos. É o formato no qual o candidato recebe um tema e precisa desenvolver um posicionamento, defendendo-o com argumentos e estruturação lógica.

A redação dissertativa deve ter introdução, desenvolvimento e conclusão, e o texto deve ser capaz de validar o ponto de vista do escritor. A linguagem deve ser mais formal do que um texto comum, evitando pessoalidde e expressões muito coloquiais.

Carta (ou Carta Aberta)

A carta apresenta uma variedade muito grande de tipos de linguagem, dependendo do tema escrito. Um dos grandes diferenciais deste gênero, é saber adaptar a linguagem ao tema tratado: se o tema pede uma carta para alguém íntimo, deve-se usar uma linguagem apropriada para se tratar uma pessoa próxima; quando a situação for uma reivindicação ou uma argumentação, a linguagem deve ser mais formal.

É importante que o estudante esteja preparado para observar aos aspectos formais e estruturais de uma carta – endereçamento, saudações, data, assinatura e divisão apropriada dos trechos.

redacao

Texto Narrativo

Embora seja um pouco mais raro de ser encontrado em concursos, o gênero narrativo pode ser exigido. É um tipo textual que permite uma liberdade maior do escritor: não se trata de uma descrição, mas da narrativa de uma determinada situação ou história.

Além da estrutura de introdução, desenvolvimento e conclusão, a narrativa deve contar com a construção de uma história interessante, geralmente utilizando-se de recursos como um conflito e sua solução.

Texto Descritivo

O texto descritivo é, de forma geral, o inverso do narrativo. Ele deve ser baseado na realidade tratada, sem opiniões, enfeites ou fantasias. As cobranças mais comuns de um texto descritivo tratam de detalhar todo o procedimento de uma ação comum e rotineira – como subir escadas, por exemplo.

Outro tipo de atividade pedida nesta modalidade, é a descrição completa de um objeto, animal ou evento. Neste caso, é importante manter uma linguagem apropriada e um uso correto da língua portuguesa.

Texto Jornalístico

O texto jornalístico une algumas características do texto descritivo e do texto narrativo, e adiciona algumas características próprias da comunicação com um público amplo. Este gênero exige um texto claro e objetivo, com sentenças curtas e fluidez na escrita;

A redação de estilo jornalístico pede que o escritor adicione os principais dados do assunto tratado, como locais, personagens, motivações e fatos relevantes para o assunto. A linguagem deve ser totalmente impessoal, devendo evitar gírias e coloquialismos exagerados, mas fugindo de formalidades exageradas.


Compartilhe!

Comentar

Clique aqui para postar um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *