Início » Vida de estudante » Comprar material escolar: 8 sites e dicas para pagar mais barato

Comprar material escolar: 8 sites e dicas para pagar mais barato

Compartilhe!

Começo de ano é um período de desafio financeiro para maioria das famílias. Entre as várias preocupações sobre contas que vencem nesta época também está a busca por comprar material escolar bom por um preço justo.

Conseguir equilibrar o orçamento familiar e adquirir todos os itens da lista de materiais solicitados pela escola é um jogo que requer planejamento, pesquisa, controle das emoções e algumas estratégias para se realizar as melhores compras.

Relacionamos as melhores dicas de especialistas para você comprar bons materiais escolares, economizar dinheiro e exercitar o consumo consciente.

Comprar material escolar: faça um bom planejamento de compras

Tempo e tranquilidade deveriam ser os primeiros itens da lista de quem vai comprar material escolar. Não que possamos comprar estas condições, mas poder planejar como vai ser esta busca é fundamental para conseguirmos ter sucesso no objetivo.

Como sabemos que todo ano vamos passar por este processo, devemos nos programar para começarmos com antecedência o planejamento e a pesquisa dos materiais. Deixar para o último momento, é dos principais motivos para altos gastos com materiais escolares.

Uma estratégia interessante é, quando possível, ir comprando ao longo do ano aqueles materiais básicos, como canetas, cadernos ou papel sulfite, que servirão de estoque para necessidades eventuais e de base para a compra final no começo do ano.

Comprar material escolar: reutilize material em bom estado

Outra estratégia antiga e ainda muito valida, é reaproveitar parte do material utilizado no ano anterior. Ao final do ano, é comum que alguns materiais ainda estejam em boas condições de uso podendo ser utilizados novamente no ano seguinte.

Comece listando quais materiais podem ser aproveitados, isto diminuirá a lista final de compras e representará um bom desconto no valor pensado inicialmente para compra.

Troque materiais com pais de outros alunos

Além de verificar em casa que materiais podem ser reutilizados, também é possível usar estes materiais em bom estado para troca com alunos de outras séries. Livros didáticos bem conservados, cadernos, entre outros materiais podem ser negociados ou simplesmente trocados diretamente entre os pais dos alunos.

Procure se informar sobre os contatos de pais de alunos que já passaram pela série que os seus filhos estudarão este ano. Atualmente é muito comum existirem grupos de pais reunidos no Facebook, no WhatsApp e em outras redes sociais.

Comprar material escolar

Pesquise muito antes de comprar o material escolar

O ideal é começar a pesquisa para comprar material escolar comece antes da virada de ano. Sempre que possível, visite o bazar próximo a sua casa, papelarias, supermercados e lojas de departamentos. Avalie a qualidade dos produtos, anote os preços e compre sempre que a oferta valer a compra com antecedência.

Não se empolgue com promessa milagrosas de descontos, tendo realizado uma boa pesquisa você facilmente identificará uma oferta vantajosa de um anúncio enganoso. Acredite, as diferenças de preço de uma loja para outra podem ser gigantescas.

Use a internet a seu favor, hoje além de consultar várias lojas ao mesmo tempo também é possível utilizar sites de comparação de preços e até criar alertas de preços que te informam quando algum material atinge um valor vantajoso.

Sites como o Buscapé, Google Shopping, MercadoLivre, OLX, Zoom e JáCotei são um bom termômetro para pesquisar preços e avaliar os produtos ofertados. Algumas entidades de orientação do consumidor, como Proteste e Procon, também costumam utilizar seus sites para divulgar listas de preços e dar dicas valiosas para a compra de materiais.

Não compre o material que for de responsabilidade da Escola

Fique atento na hora de comprar material escolar, infelizmente algumas escolas adicionam nas listas dos pais alguns itens que são de responsabilidade da Instituição. Diversos materiais de uso coletivo, como papel higiênico, devem ser adquiridos pela Escola.

Outra exigência que a Escola não pode fazer é a de ter que comprar uma marca específica ou de que os pais tenham que realizar a compra em uma loja determinada pela Instituição.

E mesmo entre os itens de uso individual pode existir alguns exageros. Um exemplo comum, é a quantidade de folhas de sulfite que a criança vai precisar durante o ano. Na dúvida, peça explicação para escola ou negocie a entrega do material em etapas.

Tendo dúvidas, converse com a escola e busque um acordo. Caso isto não seja possível, procure a orientação de um órgão de defesa do consumidor.

Comprar material escolar: não se empolgue

Propagandas chamativas, produtos que ostentam personagens famosos e preços que aparentam vantagens facilmente podem nos empolgar e atrapalhar nossa pesquisa de preços e produtos.

Além de confundir o nosso planejamento de compras, deixar se empolgar por estas táticas de marketing poderá resultar em perdas financeiras e comprar materiais além do necessário.

Comprar material escolar

Junte amigos e familiares para comprar material escolar

Uma tendência que vem ganhando popularidade nos últimos anos é a união dos pais na hora de comprar material escolar. A compra coletiva apresenta vantagens em relação a compra individual, a principal é a economia proporcionada aos pais participantes.

A estratégia consiste em reunir pais que, após planejarem detalhadamente a compra, buscam adquirir os materiais escolares em lojas que realizam venda por atacado. Ao adquirir em quantidade, os produtos são obtidos com descontos muito maiores do que aqueles oferecidos pelas lojas convencionais.

Estas grandes compras possibilitam que os pais negociem descontos extras junto à loja e também oferecem outras possibilidades de pagamento, até sem a cobrança de juros. A compra coletiva também pode ser feita diretamente com as editoras que produzem os livros didáticos que serão utilizados.

Avalie a qualidade dos produtos na hora de comprar material escolar

É comum que, durante a pesquisa para comprar material escolar, a maior preocupação dos pais seja em relação aos valores que serão gastos. Porém, pensar apenas nos preços pode levar a um problema comum que é a compra de materiais de má qualidade que logo terão que ser substituídos.

Fique atento a questões importantes no momento de comprar material escolar e que dizem sobre a qualidade do produto como prazo de validade, riscos à saúde, empresa responsável e quantidade. Um erro comum é comparar preços de produtos que tenham características ou quantidades muito diferentes.

Com um bom planejamento, pesquisa e observação é possível conciliar dois objetivos importantes neste momento: economizar dinheiro e adquirir produtos de boa qualidade.


Compartilhe!

Comentar

Clique aqui para postar um comentário