Início » História » Muro de Berlim: História e Simbolismo

Muro de Berlim: História e Simbolismo

Compartilhe!

O Muro de Berlim (ou Berliner Mauer) foi uma barreira construida a mando da República Democrática Alemã durante o período da Guerra Fria, com o objetivo de separar a Alemanha capitalista (República Federal da Alemanha) da Alemanha Socialista (República Democrática Alemã), e com isso, o mundo inteiro.

O Muro de Berlim é um dos marcos mais importantes do século XX (pelas piores razões). Ao longo de 28 longos anos, milhares de pessoas tentaram ultrapassá-lo, tendo muitas sido detidas e outras encontraram a morte.

A Alemanha Pós-Guerra

No fim da II Guerra Mundial, resultaram quatro pólos de ocupação em Berlim: americano, britânico, francês e soviético. As ideologias francamente opostas entre aliados e comunistas vieram, por fim, criar duas Alemanhas distintas.

Assim, os três polos ocidentais (americano, britânico e francês) juntaram-se e formaram a República Federal Alemã, enquanto que os soviéticos formaram a Républica Democrática Alemã.

Esta divisão, não só da cidade de Berlim, mas do mundo inteiro, enfraqueceu os soviéticos, já que mais de três milhões de pessoas se juntaram ao capitalismo.

Construção do Muro de Berlim

O Muro de Berlim foi construído na madrugada de 13 de Agosto de 1961 pelo bloco comunista com o fim de impedir a saída de pessoas que pretendiam abandonar a Alemanha de Leste (principalmente personaliades como médicos, engenheiros, professores e estudantes, que procuravam no Ocidente cargos melhores).

Assim naquela manhã foi construido um obstáculo provisório e, desde logo, foram interrompidos os meios de transporte que possibilitavam a passagem entre as duas partes de Berlim.

Ao longo dos anos, dado o sucesso de algumas pessoas a ultrapassar o Muro, este foi aumentando e criando mais obstáculos e perigos a quem tentasse a travessia. A versão final do Muro de Berlim alcançava uma altura de quatro metros e era feito de aço.

Para além do Muro, foi composta a chamada Faixa de Morte, traduzida na permanente patrulha por militares, sistemas de alarme e armas automáticas.

Queda do Muro de Berlim

Na madrugada de 9 de novembro de 1989 o Muro de Berlim começou a ser derrubado pelos soviéticos. O evento foi precedido por várias manifestações no sentido da liberdade de viajar. Na noite de dia 9, Günter Schabowski anunciou na Imprensa a decisão de permitir as deslocações entre os dois lados de Berlim, no entanto, só estava prevista a queda do Muro para os dias seguintes,

A decisão foi divulgada imediatamente através da televisão e da rádio, e nessa noite, milhares de pessoas se dirigiram ao Muro para poder passar para o outro lado. O enorme fluxo de pessoas não permitiu que os militares os impedissem, razão pela qual foi aberta a primeira fronteira em Bornholmer Strasse, às 23 h.

No dia 10 foram abertas as primeiras brechas do Muro e muitas pessoas que não tinham sabido da noticia, finalmente fizeram a passagem. O ocidente de Berlim recebeu os soviéticos com grande alegria e emoção e milhares de familias tiveram o seu reencontro ao fim de 28 anos.

O parlamento da RFA interrompeu as discussões e os deputados cantaram o Hino Nacional.


Compartilhe!

Comentar

Clique aqui para postar um comentário