Início » Geografia » Clima Equatorial: principais características

Clima Equatorial: principais características

Compartilhe!

Dos principais climas a serem estudados, o clima equatorial é um dos mais importante para as provas atualmente. Este, localizado em torno da linha do Equador, cobrindo cerca de 6% da crosta terrestre, tem duas subdivisões, sendo elas: clima equatorial úmido e clima equatorial semiúmido, sendo característicos de áreas de alta importância no ecossistema mundial, como a floresta Amazônica e também a floresto do Congo.

São áreas de baixa latitude localizadas nos continente Africano, Asiático e na América do Sul e Central e podem chegar até outros locais devido os ventos alísios, que nada mais são do que a ascensão de massas de ar que convergem de zonas de alta pressão, situadas nos trópicos de Câncer e Capricórnio, para zonas de baixa pressão localizadas no Equador, formando um ciclo, onde são ventos úmidos que causam chuvas.

Ventos Alísios

Os vento alísios, como mencionados anteriormente, tem grande papel na meteorologia da Terra, pois esses ventos são resultado do Efeito de Coriolis, que é uma pseudoforça devido o movimento de rotação da Terra que faz com que essas massas de ar se movimentem, sendo mais marcante nas regiões de menor latitude, local onde está situado o clima equatorial, e sua força diminui com o aproximar da linha do Equador, onde forma a chamada zona de calmaria equatorial.

Existem ainda os contralísios, que sopram do Equador para os trópicos, e esses são secos, prova disso são os desertos existentes no mundo, pois todos se apresentam entre a linha do Equador e os Trópicos, de Câncer e Capricórnio. Apenas existe uma única exceção, o qual é localizada em território brasileiro, onde teria de existir um deserto, contudo a massa de ar úmida vinda da Amazônia não o deixa formar nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais principalmente.

Características

A região que é situada no clima equatorial tem como principais características as seguintes premissas: durante o ano todo é úmido, com alto índice de evaporação e temperaturas; a pluviosidade é alta, atingindo 2 mil a 3 mil milímetros por ano; a umidade relativa do ar é alta também, tendo uma média de 90%; baixa variação de temperatura, a qual fica com uma média de 26°C anuais. No verão as temperaturas chegam em torno de 35°C durante o dia e no inverno as temperaturas chegam aos 18°C durante a noite.

Vegetação

A vegetação encontrada nas áreas de clima equatorial tem muitos caracteres em comum, pois devido à alta pluviosidade, temperatura e humidade, o bioma presente é de florestas equatoriais, marcadas por uma vegetação de árvores de médio e grande porte, latifoliadas (folhas largas) e higrófilas (adaptadas a alta humidade). A biodiversidade existente é muito densa, sendo a mais elevada do mundo, assim como a biomassa, a qual é de rápida decomposição para a manter o equilíbrio ecológico.

Agricultura

A agricultura nos locais de clima equatorial é de difícil manejo pelo motivo de que com a retirada da cobertura vegetal, os nutrientes presentes irão ser rapidamente lixiviados pelo motivo das elevadas precipitações, mas ainda assim é usada para o plantio de mandioca, arroz e óleo de palma para formação de biocombustíveis. Fato importante de se destacar também, já que o solo é pobre quando não há cobertura vegetal é para o uso da pecuária, que a cada ano está expandindo mais e assim o desmatamento vem se intensificando.

Principais Localizações

As regiões mais extensas estão localizadas na bacia do Congo, na África e na bacia Amazônica, no Brasil. A abundância de água se dá nestes locais devido respectivamente aos rios Congo e o rio Amazonas, o que gera uma grande e densa floresta com uma fauna e flora riquíssima, no entanto a ação antrópica não respeita seus limites.


Compartilhe!

Comentar

Clique aqui para postar um comentário