Início » Física » Efeito Joule e sua importância histórica

Efeito Joule e sua importância histórica

Compartilhe!

O efeito Joule é razoavelmente conhecido desde os tempos de colégio em função da mensuração de força que leva o mesmo nome. Seus efeitos, no entanto, não são tão populares assim. Você sabia que a energia elétrica pode passar por transformações tanto intencionais quanto não intencionais? Sabe do que se trata o efeito joule ou como é gerada energia térmica?


James Prescott Joule estudou e no ano de criou essa lei da física que serve para definir e explicar a relação entre o calor gerado e a corrente elétrica através de um condutor.
A corrente elétrica gera uma variedade de diferentes efeitos, entre estes existe um chamado efeito térmico, é considerado um efeito térmico a essa reação causada através do aquecimento dos condutores pelos quais a corrente elétrica esteja viajando, esse aquecimento nada mais é do que uma transformação de energia elétrica para energia térmica e é a isto que chamamos de efeito ou lei de joule,

Ainda há influência do efeito nos tempos atuais?

Na atualidade e a cada dia mais os materiais que utilizam energia elétrica para funcionar ganham espaço em todas as casas, e se você prestar atenção vai ver que a maioria deles funciona transformando energia elétrica em outros tipos de energia
Imagine uma lâmpada de filamento, quando a corrente elétrica percorre esse filamento ele aquece e um brilho forte é liberado, isso é o que coloca a lâmpada no estado “acesa” esse processo é nada mais do que uma parte da energia elétrica sendo transformada em energia luminosa.
Porém mesmo quando o objetivo final de um equipamento elétrico seja energia luminosa ou qualquer outro tipo, ainda vai haver uma porcentagem dessa eletricidade sendo transformada em energia térmica.
A lâmpada incandescente (a mesma de filamento) é um exemplo disso, embora a parte desejável do efeito dela seja criar energia luminosa, ainda vai haver uma parcela de energia térmica sendo produzida e é essa energia que irá, no fim, fazer com que o filamento acabe por se romper. Por isso, dizemos que uma lâmpada está “queimada”, já que foi a energia térmica não canalizada que a fez quebrar.
Outros exemplos comuns de aparelhos que utilizam esse efeito como foco principal são: churrasqueira ou forno elétrico que canalizam a energia térmica de forma a utiliza-la no preparo da comida.

O que é uma corrente elétrica?

A definição para o que é uma corrente elétrica diz que: uma corrente elétrica é um conjunto de cargas elétricas se movendo de forma ordenada através de um condutor, essa corrente é constituída por uma infinidade de átomos de elétrons agrupados e sendo atraídos de forma a se moverem partindo de uma extremidade a outra de um fio.
O motivo para que isso aconteça é o que chamamos de “elétrons livres”, que é quando átomos de um metal os elétrons que estiverem mais distantes do núcleo apresentam uma ligação muito fraca com ele formando uma espécie de nuvem de elétrons que pode ser facilmente conduzida. Daí o nome de “fio condutor
Assim sendo, ao fazer com que uma carga elétrica seja enviada através de um condutor elétrico, o condutor irá aquecer e calor será emitido, (efeito Joule) o motivo pelo qual isso acontece é que os átomos que estão livres, ao serem conduzidos não seguem uma rota fixa ou constante. Eles enxameiam e acabam se chocando contra os átomos do condutor.

A cada impacto de um elétron livre contra outro átomo, energia é transferida fazendo com que este átomo possa vibrar com maior intensidade. Assim sendo, quanto maior for a velocidade da vibração dos átomos do condutor, mais alta vai ser a temperatura liberada através do efeito joule.


Compartilhe!

Comentar

Clique aqui para postar um comentário