Início » Física » Primeira Lei de Newton: o que ela determina?

Primeira Lei de Newton: o que ela determina?

Compartilhe!

Uma das matérias importantes para o estudo e êxito nos vestibulares é a dinâmica, diretamente dependente da primeira lei de Newton. A dinâmica é a parte da física que se preocupa em estudar as causas dos movimentos e seus possíveis efeitos. Primeiramente devemos definir um referencial, ou seja, um conjunto de coordenadas fixo, também denominado sistema de referências.

Feito isto, podemos definir que movimento é a variação da posição com o tempo. Ou seja, a mudança de coordenadas do corpo com o tempo. As coordenadas mais usadas são as cartesianas, as quais são utilizadas normalmente em gráficos com os três principais pontos (x, y, z). Saiba como a primeira lei de Newton é aplicada:

História de Isaac Newton

O grande físico Isaac Newton, nascido na aldeia de  Woolsthorpe, no condado de Lincolnshire no antigo reino da Inglaterra, atual Inglaterra, no dia 4 de janeiro de 1463. Foi um astrônomo, filósofo, teólogo, cientista, mas muito mais reconhecido como matemático e físico.

Ao longo de sua trajetória Isaac escreveu inúmeras obras e muitas se tornaram grande referência na ciência, sem contar com as teorias realizadas por ele, como as três grandes leis de Newton, a lei da gravitação universal, que deram base para a mecânica clássica.

Newton também construiu o primeiro telescópio refletor operacional e desenvolveu a teoria das cores que se basearam na observação de prismas que decompõe a luz branca no espectro visível, sem contar os estudos matemáticos que este teve, contribuindo na área da potenciação, o teorema binomial, o método de Newton, para aproximação do valor de frações, sem dizer que estudo o cronograma bíblico, mas não foi muito divulgada esta última, apenas após sua morte.

Leis de Newton

A grande história por trás destas leis sempre é a mesma, Isaac Newton em baixo da macieira e de repente uma maçã cai sobre sua cabeça e este foi o marco inicial para o entendimento da gravidade. E com este entendimento, veio o estudo das forças e por fim a formação de suas três leis.

Primeira Lei de Newton – Princípio da Inércia

A primeira parte de grande importância desta lei é a frase: “Um corpo em repouso tende a permanecer em repouso, e um corpo em movimento tende a permanecer em movimento”.

Uma propriedade intrínseca dos corpos presente na fórmula é a massa, o qual significa o valor da inércia do corpo. No entanto a inércia só e tida quando o corpo tem alguma força agindo sobre ele, o qual denomina uma força resultante.

Em síntese, para o corpo continuar em movimento é necessário que tenha uma força resultante (FR) que faça ele continuar em um movimento de velocidade constante sem nenhuma força contra para ele tender o movimento, como em repouso. Contudo, no planeta terra temos inúmeras forças de resistência, o que torna a inércia de um corpo em movimento uniformemente retilíneo inexistente devido a gravidade.

Importante entender que sem a primeira lei, não teria a existência das outras duas, que são muito importantes para a resolução de exercícios também, sendo assim pertinente mostrá-las para otimizar o estudo da dinâmica e assim a fixação não somente da primeira lei de Newton, mas sim das três.

2a lei de Newton – Princípio Fundamental da Dinâmica

Quando se aplica a mesma força em corpos distintos à aceleração será diferente nos dois corpos. A segunda lei explica que a força é diretamente proporcional ao produto da aceleração de um corpo com a sua massa, em que o formulário é (FR)

3a lei de Newton – Princípio da Ação e Reação

Quando uma força é feita em uma determinada direção e sentido, sempre terá uma força oposta com o mesmo módulo, no entanto de apenas sentido diferente. Sendo a primeira chamada de ação e a força oposta de reação. Portanto, as forças nunca agirão sozinhas em sim em pares.


Compartilhe!

Comentar

Clique aqui para postar um comentário