Início » Física » Princípio da Incerteza de Heisenberg: o que diz?

Princípio da Incerteza de Heisenberg: o que diz?

Compartilhe!

Para se entender o princípio da Incerteza de Heisenberg, é muito pertinente explicar outros pontos que fazem total diferença neste entendimento.  O princípio da incerteza de Heisenberg é uma das ideias mais famosas no ramo da física, e que não é totalmente compreendida até os dias de hoje.

O princípio está baseado em saber como as partículas quânticas se comportam. Contudo, esta realidade ainda não foi totalmente descoberta, por isso ainda é considerada uma incerteza, a qual é a probabilidade de chance de uma partícula estar em um determinado local, e como elas irão se comportar.

O princípio, como ainda não foi totalmente comprovado, acaba aumentando o nível de confusão na área da teoria quântica, o que não é nada agradável para a sociedade cientifica. Saiba mais sobre o funcionamento do princípio da incerteza, e como ele interage com a física:

A ideia de Werner Heisenberg

A ideia proposta por Werner, diz que os átomos não implodem, ou seja, sofrer um colapso próprio, e como a estrela Sol consegue brilhar mesmo no vácuo, local que não teria nada, mas realmente não está vazio.

A ideia começou a tomar forma quando Heisenberg trabalhava ainda no instituto Niels Bohr, em Copenhague, e o seu formulário ficou conhecido anos após a sua publicação, depois de muito estudo.

Neste período de estudos, Werner estava trabalhando com as implicações da teoria quântica, uma nova forma, mesmo que muito estranha para a época, de explicar o comportamento dos átomos, desenvolvida principalmente por Niels Bohr e Eric Schrödinger. Ela seria responsável por dar origem ao princípio da Incerteza de Heisenberg.

A teoria quântica

A teoria quântica, como mencionada anteriormente, tem como principal estudioso Niels Bohr, contudo Werner continuou os estudos sobre durante um bom tempo. Sua definição define que a energia de um átomo não é contínua, mas sim em pacotes, os quanta, que são pacotes de energia que podem estar na forma de energia luminosa, descrevendo assim uma onda.

No desenvolver desta cosmovisão, Heisenberg notou alguns problemas correlacionados a teoria, em especial no comportamento das propriedades físicas de uma partícula. Desse modo, conversou com seu amigo Wolfgang Pauli e apresentou indícios de uma ideia que se tornou fundamental na descrição quântica do mundo.

O princípio da Incerteza de Heisenberg

O princípio diz que não se pode medir a posição x e o momentum p de uma partícula com precisão absoluta, contudo quanto mais precisamente se conhece um desses dois valores, menos saberá sobre o outro. A explicação é muito simples, multiplicando os erros de medição tem de dar um número maior ou igual a constante denominada de h-barra.

H-barra

A constante conhecida como h-barra, também conhecida como constante de Planck dividida por 2, sendo esta constante de Planck de suma importância para a teoria quântica. Uma maneira de se entender de forma simples é que o princípio da incerteza é como uma extensão de como vemos e medimos as coisas no mundo cotidiano. Você pode ler essas palavras porque partículas de luz, os fótons, ressaltaram da tela ou papel e atingiram seus olhos.

Cada fóton nesse caminho traz consigo algumas informações sobre a superfície da qual ele saltou, à velocidade da luz. Ver uma partícula subatômica, como um elétron, não é tão simples. Você pode similarmente fazer um fóton saltar para fora dele e esperar, então, detectar esse fóton com um instrumento.

Como se pode notar, inúmeros conceitos da Mecânica Quântica são bastante distintos da Mecânica Clássica. Contudo, a maior parte da Ciência desenvolvida antes do século XX encontra aplicações em nossa vida diária e nas situações com que estamos acostumados.

Esta mesma Ciência Clássica começa a perder sua utilidade quando estudamos objetos extremamente pequenos, como átomos, extremamente grandes, como estrelas ou extremamente rápidos, próximos da velocidade da luz.


Compartilhe!

Comentar

Clique aqui para postar um comentário