Início » Física » Experiência de Oersted: qual foi sua relevância?

Experiência de Oersted: qual foi sua relevância?

Compartilhe!

Após a primeira metade considerável do século XIX, a eletricidade e o magnetismo ainda eram considerados como fenômenos que não apresentavam nenhum sentido ou relação, até que a experiência de Oersted sugerisse o contrário. Alguns elementos de cada um dos fenômenos marcavam, de acordo com o pensamento predominante na época, a impossibilidade de uma relação direta entre eventos elétricos e magnéticos.

A inseparabilidade dos polos magnéticos frente à possibilidade de um polo elétrico único e a atração direta de materiais pelo ímã diante de um número superior de elementos atraídos por um corpo que fora eletrizado anteriormente eram os pilares da ideia de que magnetismo e eletricidade eram fatos totalmente consideráveis.

O que foi a experiência de Oersted?

Em 1820, o dinamarquês Hans Christian Oersted percebeu que a agulha sobre o efeito de um ímã de uma bússola sofria deflexões quando era posta próxima a um fio condutor por onde transitava uma corrente elétrica. Oersted notou que a agulha da bússola apontava naturalmente para o norte geográfico quando o circuito estava desligado, porém, isso mudava quando a corrente elétrica passava pelo fio.

O único motivo real que explicaria a mudança de direção da agulha da bússola era a presença de um campo magnético alternativo ao que era provocado pela Terra. A conclusão de Oersted foi que cargas elétricas que estão movimento eram capazes de criar sim um campo magnético. Ou seja, um fio que conduz eletricidade atua como um ímã!

A experiência de Oersted abriu as portas para futuras pesquisas referentes às relações existentes entre a eletricidade e o magnetismo. Levando isso em consideração, fora confirmado que esses dois fenômenos estão fortemente relacionados: magnetismo gera eletricidade e eletricidade gera magnetismo.

Desde dia em diante, foi inaugurado a era do eletromagnetismo, em que fenômenos de natureza elétrica e magnética foram utilizados em lugares, por exemplo, no funcionamento de motores elétricos e na geração de energia elétrica.

Quem foi Hans Christian Oersted?

Hans Christian Oersted nasceu em Rudkobing, Dinamarca, em 14 de agosto de 1777. Quando ainda era um menino adquiriu uma ótima formação básica, aprendeu a ler e escrever em dinamarquês e alemão com umas pessoas que moravam próximos a sua casa, grego e latim com um estudante de teologia, francês e inglês com o delegado da região aonde morava.

Aos 17 anos Oersted foi fazer parte da Universidade em Copenhagen lugar no qual se formou farmacêutico e no ano de 1799 terminou seu doutorado em Filosofia.

Trabalhou no ano de 1800 em uma tradicional farmácia de Copenhagen “Farmácia do Leão”. Nesse período de sua vida, tornou-se farmacêutico adjunto da Faculdade de Medicina.

Entre 1801 e 1803 visitou, fazendo uso de uma bolsa de estudos de intercâmbio, Alemanha, Holanda e França, onde criou vinculo e estabeleceu contato com grandes cientistas e pesquisadores da época.

Em 1804 voltou para à Dinamarca e passou a dar aulas de Física na Universidade, em 1806 foi considerado um professor extraordinário e em seguida professor ordinário em 1817. Em 1915 assumiu o posto de secretário vitalício da Academia de Ciências de Copenhagen, pouco tempo depois foi nomeado pelo rei como cavaleiro da Ordem de Danneborg.

Fundou na Dinamarca uma Sociedade para o Desenvolvimento do Estudo da Ciência, em 1828 se tornou Conselheiro do estado e em 1829 deu início a Escola Politécnica de Copenhagen onde assumiu o cargo de diretor da instituição. Oersted faleceu em Copenhagen em 9 de março de 1851.

Oersted viveu em uma época em que o eletromagnetismo ainda estava iniciando o seu processo de descobrimento, nessa época, nem se quer o termo era conhecido popularmente. Desde os gregos, a eletricidade e o magnetismo vinham sendo trabalhadas ao longo da história por estradas divergentes, mais a frente com a descoberta de Galvani que influenciou positivamente Alessandro Volta a construir a pilha eletroquímica o que proporcionou a realização de estudos bem estruturados finalmente sobre corrente elétrica.


Compartilhe!

Comentar

Clique aqui para postar um comentário